Considerada por muitos como uma boa oportunidade para obter projeção profissional, a participação em reuniões de trabalho possibilita que você marque presença e demonstre que tem comprometimento com sua empresa.

Conhecer previamente todos os assuntos da pauta que serão debatidos e ler muito sobre eles é um dever para quem não quer apenas ser mais um(a). Prepare-se ao máximo sempre que for convidado(a) a participar de uma reunião e manifeste-se sempre que tiver a oportunidade.

Esteja preparado(a) para falar e transmitir seu ponto de vista sobre o tema em discussão. Com certeza você terá uma mensagem relevante e marcará posição como sendo um(a) profissional interessado(a) e envolvido(a).

Tendo a oportunidade de participar de inúmeras reuniões de trabalho tivemos a chance de ver de perto desempenhos brilhantes e outros tantos medíocres.

Obviamente nem todos temos a facilidade de falar em público, principalmente quando se trata do início da carreira quando ainda estamos “verdes” e tímidos. Sobre timidez temos um artigo intitulado Vença sua timidez. Uma história de superação. Poderá ser útil a você. Lembre-se que tudo tem de ter um início nesta vida, e a forma mais fácil de começar algo é …“começando”! Simples assim!

A prática se encarregará de torná-lo(a) um(a) orador(a) melhor e suas idéias então serão expostas como mais facilidade, reunião após reunião. É só uma questão de tempo.

Quando falamos em desempenhos brilhantes, queremos dizer simplesmente que o desempenho do participante atendeu a expectativa esperada na reunião, ou seja, o(a) profissional conhecia profundamente o assunto a ser debatido, ou o mínimo para poder manifestar-se de forma a contribuir para que a reunião se tornasse produtiva.

Você já ouviu falar de reuniões que parecem ter sido realizadas somente para marcar uma próxima reunião? Aquele debate sem objetivo e que não interessa a ninguém, que vai do nada a lugar algum e que só consome tempo, energia dos participantes e os recursos da empresa?

Pois é esta situação que queremos que você evite. Participar de reuniões que sejam rotuladas como improdutivas justamente pelo despreparo dos integrantes. Se você foi convidado(a) a participar de uma, saiba que existe a expectativa de que seu conhecimento e experiência contribuam para os temas que serão tratados naquele encontro. Por isso, sempre analise qual deverá ser o seu papel e que tipo de contribuição poderá dar no evento.

Das duas uma, ou você contribuirá ativamente com informações úteis em reuniões em que seu papel será o de transmitir conhecimento sobre determinado tema ou você participará como ouvinte para então tornar-se um multiplicador(a) daquele tema na sua área e em sua atividade.

Em todos os casos sua participação deverá ser sempre ativa, não se limitando unicamente a ouvir. Mesmo que o seu papel não seja o principal. Para isto é fundamental conhecer a pauta antecipadamente e estudá-la com afinco.

Agora vamos imaginar que por algum motivo você seja pego(a) de surpresa para uma reunião de última hora e não tenha nada para dizer. Não tenha estudado nada com antecedência. Mesmo assim precisará marcar sua presença e deixar a imagem de um(a) profissional participativo(a).

Nessas circunstâncias não tome a atitude de se expor em demasia. Tome conhecimento o mais rápido possível da pauta conversando com colegas e preste muita atenção em todos os temas durante o debate. Escolha aqueles mais familiares a sua função e faça observações mais concisas a respeito se utilizando das manifestações que acabou de ouvir. Com esta atitude, emergencial neste caso, você não fará feio e deixará uma boa impressão entre os colegas.

Lembre-se. A regra é preparar-se sempre com antecedência e contribuir com sua opinião sobre todos os assuntos sempre que for chamado a participar de uma reunião. Marque presença sempre e tenha posição profissional sobre os assuntos para ser reconhecido(a) como uma pessoa participativa e envolvida com as decisões da sua empresa.

Boa reunião!

Deixe seu recado logo abaixo ou compartilhe se gostou da dica.

Até a próxima!

Benhur Teixeira