SEGREDOS DA MOTIVAÇÃOSEGREDOS DA MOTIVAÇÃO

MOTIVAÇÃO: Significado e processo

A palavra motivação deriva do latim motivus, movere, que significa mover. Em seu sentido original a palavra indica o processo pelo qual o comportamento humano é incentivado, estimulado ou energizado por algum tipo de motivo ou razão. Motivo, motor ou emoção são outras palavras que têm a mesma raiz. O comportamento humano sempre é motivado. Sempre há um motor funcionando que movimenta o comportamento humano.

O estudo da motivação busca entender quais são as forças que movem as pessoas nas diferentes dimensões do comportamento, pensamento, ações e palavras. O que é que faz nosso motor funcionar?

No campo da administração, o estudo da motivação tenta explicar as forças ou motivos que influenciam o desempenho das pessoas em situações de trabalho. Como funciona a motivação das pessoas para o trabalho? Responder a essa pergunta é um dos principais problemas que todo administrador  deve resolver. Uma vez que o desempenho das pessoas depende de sua motivação e o desempenho da organização depende do desempenho das pessoas, a compreensão desse processo é de extrema importância na administração das organizações.

A motivação tem três propriedades:

Direção: Objetivo do comportamento motivado.

Intensidade: a magnitude ou força dos motivos.

Permanência: O tempo durante o qual a motivação se manifesta.

A motivação é específica. Você pode estar muito motivado para estudar e não ter nenhuma motivação para sair hoje à noite – ou o contrário. Não há um estado geral de motivação que leve uma pessoa a entusiasmar-se por tudo. Entusiasmo. Outra palavra antiga e muito expressiva, é derivada do grego e significa “ter um Deus dentro de si”.

Para se conseguir realmente motivar as pessoas é preciso que elas conheçam as metas, os objetivos, que saibam “aonde devem chegar” e o porquê de quererem chegar lá.

A motivação é fundamental para qualquer coisa que se faça na vida. Sobretudo para aquelas coisas que exigem um esforço maior, como é o caso do trabalho. As organizações gostariam de ter em seu quadro de colaboradores pessoas que enxergam o trabalho também como realização pessoal e não apenas profissional. Os líderes precisam saber quais são os seus objetivos pessoais, suas metas, saber aonde querem chegar na carreira, independentemente da organização em que estão trabalhando. Primeiro precisam estar motivados para só então pensarem em motivar os outros.

Roberto Coda, professor da universidade de São Paulo, disse que: “Para se sentir motivado, você tem não só que gostar do que faz, mas também ver significado naquilo que faz, e acreditar que aquilo é importante. Quando gostam do que fazem, as pessoas conseguem suportar situações de estresse por longos períodos”.

Tem um ditado budista que diz: “Descubra algo que você gosta de fazer e nunca mais terá trabalho”. E Diogo Clemente complementa: “Quando você tem prazer no que faz as dificuldades passam a ser encaradas como desafios para o seu desenvolvimento pessoal”.

Créditos: Adriana Vieira Vilela

Gostou? Compartilhe. Mande um email e opine!

Boa sorte!

Deixe uma resposta