ANSIEDADE

O que é Ansiedade:

A palavra “ansiedade” tem origem no latim anxietas, que significa “angústia”.

O quadro de ansiedade vem acompanhado por sintomas de tensão, em que o foco de perigo antecipado pode ser interno ou externo.

Considerada, até certo ponto, uma reação natural do ser humano, útil para se adaptar e reagir perante situações de medo ou expectativa​, a ansiedade torna-se patológica quando atinge um valor extremo, com carácter sistemático e generalizado, em que começa a interferir com o funcionamento saudável da vida do indivíduo.

As causas mais comuns de ansiedade patológica são:

  • Hipertireoidismo;
  • Ansiedade generalizada;
  • Crises de pânico;
  • Fobias;
  • Perturbação obsessivo-compulsiva;
  • Síndrome de pós stress traumático;
  • Depressão;
  • Psicoses;
  • Perturbação maníaco-depressiva.

Tipos de Ansiedade

  • Ansiedade Generalizada: Preocupação excessiva e irrealista perante situações rotineiras da vida, como emprego, saúde e pequenos problemas do cotidiano;
  • Fobias: Medo excessivo e irracional perante um objeto ou situação;
  • Perturbação de Pânico: Ataques de pânico repetidos sem causa aparente;
  • Perturbação Obsessivo-Compulsiva: Presença de ideias, pensamentos, impulsividade ou imagens, considerados invasivos e inapropriados e que provocam ansiedade, mas a pessoa sente-se incapaz de controlar;
  • Síndrome de Pós-Stress Traumático: Aparecimento de um conjunto de sintomas característicos após um acontecimento extremamente estressante e traumático.

A ansiedade é provocada por acontecimentos externos e conflitos internos, ou seja, de natureza biológica e psicológica, não havendo assim um único fator desencadeante de ansiedade.​

O tratamento da ansiedade deve associar o uso de medicamentos psicotrópicos (indicados por médicos) com a psicoterapia, de forma a tratar a sua causa biológica e promover a resolução dos conflitos psicológicos que podem estar na sua origem.


Até mais!

Benhur Teixeira

Equipe Tête-à-Tête

Deixe uma resposta