SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

A Segunda Revolução Industrial é o segundo momento do período de grandes mudanças econômicas e sociais realizadas na Europa, na metade do século XIX.

Realizada durante o período de 1860 a 1900, esta etapa da Revolução Industrial é marcada sobretudo pela adesão de países como a França, Rússia, Itália, Alemanha e os Estados Unidos, estes dois últimos consagrando-se grandes potências industriais.

Outro ponto importante desta fase é o surgimento da energia elétrica e do petróleo, dois fatores que impulsionaram o desenvolvimento das indústrias e de outras áreas como a química e os transportes.

Após a primeira fase da Revolução Industrial, a busca por descobertas e inovações foi intensa, o que facilitou a vida do ser humano, tornando então os países que não realizaram a revolução, dependentes dos já mais avançados.

Características da Segunda Revolução Industrial

Nessa nova etapa, invenções como a energia elétrica, o uso do motor a explosão por meio do petróleo, os corantes sintéticos e o telégrafo estimularam a exploração de novos mercados e a aceleração do ritmo industrial.

Com o aumento de produtos que tornaram a vida do ser humano mais fácil, como enlatados e demais produtos industrializados, o mundo todo passou a comprar e consumir.

Isso também impulsionou ainda mais as indústrias, que passaram a possibilitar o transporte mais fácil e rápido destes produtos, dando origem a meio de transporte como navios e trens, que foram bastante utilizados no século XIX.

As indústrias também iniciaram o processo de produzir artigos em série e a ter linhas de montagens nas fábricas, o que barateava o custo dos produtos.

Houve também uma intensificação do êxodo rural, uma vez que as pessoas iam cada vez para as cidades por conta da oferta de trabalhos nas indústrias, o que aumentou a população urbana e incluiu o uso da iluminação elétrica nas residências, nas ruas e nas próprias fábricas.

Principais invenções da Segunda Revolução Industrial

Além da energia elétrica e da utilização do petróleo, outras invenções marcaram esta fase da Revolução Industrial, como:

  • Os novos processos da fabricação do aço, que permitiu sua utilização na construção civil;
  • A invenção da lâmpada incandescente;
  • A ampliação das ferrovias e a invenção do avião e do automóvel;
  • O surgimento dos meios de comunicação, como telefone, televisão, cinema;
  • O surgimento de antibióticos e vacinas, além da ampliação dos conhecimentos sobre doenças e novas técnicas de cirurgia.

Até mais!

Benhur

Equipe Tête-à Tête

Deixe uma resposta