Não se sabe com precisão a data em que o futebol surgiu. Historiadores contam que os ingleses adquiriram o hábito de chutar uma bola de couro, símbolo da cabeça de um membro do exército da Dinamarca, como forma de comemorar a expulsão dos dinamarqueses de seu país ainda no século X. A ação era realizada anualmente, mas, com o tempo, a prática passou a popularizar-se, e os jogos com a bola passaram a ser realizados com maior frequência.

Os jogos não tinham regras estabelecidas, e era permitido diversos tipos de agressões para avançar ou conter o adversário, o que acabava ferindo muitos dos praticantes. Com as consequências, o Rei Eduardo II decidiu proibir os jogos, temendo a perda dos soldados do seu exército. A prática foi proibida, mas não cessada e, apenas em 1681, os jogos com a bola voltaram a ser permitidos na Inglaterra.

Bola de futebol da Copa de 1930 [1]

O período entre 1810 e 1840 registrou o crescimento desse jogo popular pelos alunos das escolas públicas da Inglaterra, porém, o esporte permaneceu sendo considerado uma atividade violenta e não apropriada aos jovens de classe alta dos colégios da elite inglesa.

Regras do jogo

As primeiras regras escritas do futebol surgiram em 1830 — The Football Rulles — e foram criadas pelo Colégio Harrow. Estabeleceram o número de 11 jogadores para cada equipe e os gols para onde a bola deveria ser conduzida. Como havia uma diversidade nas regras, que variavam para cada colégio, em 1848, houve uma reunião de diretores de várias escolas que estabeleceram um código comum para o futebol, o que ampliou a aceitação da atividade nos meios educacionais e nas classes mais altas.

Ao longo das décadas, novas regras foram implementadas e muitas outras modificadas até o futebol chegar ao formato que é conhecido hoje. Entre as mudanças, muitas colaboram para que o jogo ficasse mais limpo e justo.

Entre as principais regras inseridas, uma das ferramentas fundamentais para a disciplina foram os cartões amarelos e vermelhos. Eles foram inseridos em 1970, para a Copa do México, como uma forma de facilitar a comunicação entre os países que não falavam o mesmo idioma. Além disso, as regras do futebol têm alterações constantes pelos órgãos reguladores, como mudanças nas dimensões de campo, substituições de jogadores e muitas outras.

A mais recente mudança nas regras do futebol foi a inserção Árbitro de Vídeo (VAR). A novidade possibilita que os árbitros sejam auxiliados pela ajuda de câmeras quando houver dúvidas sobre os lances do jogo. O equipamento ainda não está inserido em todos os campeonatos, mas foi utilizado na Copa do Mundo da Rússia, em 2018, Copa América de 2019 e já é utilizado em alguns jogos do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

As últimas alterações nas regras do futebol foram feitas para validação na temporada 2019/2020 pela Internacional Football Association Board (The IFAB) e passaram a valer a partir do dia 1º de junho.


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête