Cacofonia é um vício de linguagem comum na língua portuguesa, quando uma palavra ou sílaba, em união com outras, formam expressões com sons desagradáveis ou ambíguas; com duplo significado.

Etimologicamente, a palavra cacofonia tem origem de duas palavras gregas: kako + phóne, que tem um significado similar à malsonância, ou seja, algo que soa mal.

Exemplos de cacofonia são utilizados nas escolas como uma ferramenta lúdica para ensinar as crianças a articular as palavras com seus fonemas, com a ajuda de “trava-língua” – exercícios textuais formados por expressões cacofônicas. Exemplo: “Num ninho de mafagafos tem seis mafagafinhos. Quem os desmafagafizar bom desmafagafizador será”.

No ramo musical, a cacofonia é o nome dado para a junção de vários sons discordantes e desafinados.

eufonia é o antônimo da cacofonia, ou seja, quando a junção de fonemas de uma ou mais palavras têm um som agradável aos ouvidos.

Exemplos de cacofonia

  • “Vi ela” = (viela)
  • “Amo ela” = (moela)
  • “A boca dela” = (cadela)
  • “Uma mão lava outra” = (mamão)
  • “Ela tinha” = (latinha)
  • “Na vez passada…” = (vespa)
  • “Ela te tinha contado…” = (tetinha)

Até mais!

Equipe Tête-à-Tête