Kitsch é um estilo artístico, que surgiu por volta de 1870, cuja principal características estética é um misto de vulgaridade, brega, popular, sensacionalismo e melodrama. Porém, ela só foi definida, do ponto de vista estético, na década de 1930.

O kitsch está inserido no contexto histórico e cultural da transição da modernidade para a pós-modernidade. Além da pintura e escultura, o kitsch ganhou vida e forma também nas ilustrações, nas propagandas, na televisão, no cinema, nos quadrinhos e na fotografia.

O conceito de kitsch e sua produção artística ainda estão em plena atividade nos dias atuais.

Vale dizer que, esse estilo artístico, não é considerado arte por muitos críticos de arte, principalmente para os mais tradicionais.


Resumo das principais características da arte kitsch:

– Valorização estética de objetos comuns relacionados ao cotidiano da vida urbana.

– Presença de elementos melodramáticos, sentimentais e sensacionalistas, quase sempre em tom exagerado e irônico.

– Ridicularização de aspectos culturais tradicionais.

– Posicionamento crítico (debochado) em relação ao consumismo, principalmente ao consumo de massa.

– Relação direta com tudo que é considerado popular (do povo, cultura de massa).

– Uso de chavões e estereótipos.

– Intenção do artista em alegrar e divertir o expectador com sua obra de arte.

– Ausência de senso crítico complexo ou aprofundado. Nesse sentido, a obra kitsch se aproxima do mediano (no sentido de medíocre).

– Destaque para criação de objetos artísticos decorativos (enfeites, relógios, cartões, souvenires, etc.).

– Geralmente, a arte kitsch é vendida por preços baixos, pois está inserida no contexto da produção para o povo. As exceções são as obras dos principais artistas como, por exemplo, de Jeff Koons.

– Muitas vezes, o artista mistura elementos de vários movimentos artísticos, sem se preocupar com a fidelidade estética dos originais.

– Uso de sequências e repetições.

– Preferências por cores fortes (chamativas) além do uso de efeitos brilhantes.


Principais artistas da arte kitsch:

Jeff Koons

– Jeff Koons (1954-): artista plástico (escultor) norte-americano de arte kitsch e neo pop. Suas principais obras são: RabbitPuppy (1992), Cão de balão (1994-2000) e Lagosta (2003).

– Pierre Commoy (1950-): fotógrafo francês

– Gilles Blanchard (1953-): pintor francês.

– Takashi Murakami (1962-): artista visual japonês.

– Odd Nerdrum (1944-): pintor norueguês.


Origem da palavra (etimologia)

– De acordo com muitos pesquisadores e linguistas, a palavra kitsch deriva do alemão verkitschen, que significa “vender barato” ou simplesmente “vender”.

Unicórnio colorido, exemplo de arte Kitsch
Unicórnio colorido, exemplo de arte Kitsch.

Créditos: Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo – USP (1994).


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête