Resumo

O casamento de Charles e Emma

O médico rural Charles Bovary conhece Emma, uma jovem formosa da cidade, que está com o pai Rouault, paciente de Charles. Quando Charles fica viúvo, pede ao senhor Rouault a mão de Emma, que concede, e os dois se casam. Charles se sente muito satisfeito, mas Emma não se considera feliz.

As leituras de Emma

A primeira parte do romance conta com nove capítulos, que transcorrem em um ritmo lento e descrevem minuciosamente a psicologia de Emma. Assim, o leitor logo descobre a fixação de Emma pela leitura desde a adolescência, já que ela a ajuda a imaginar uma vida mais apaixonada, agitada e exótica que a sua.

Emma Bovary se entedia

Madame Bovary, quadro de Joan Vilagrau (1962).

A tranquila vida rural de Emma não satisfaz de maneira nenhuma suas expectativas. Cada vez ela se irrita mais com a simplicidade de Charles, sua falta de ambição e inquietude e seus costumes ordinários.

Além disso, Emma se sente muito sozinha, porque não encontra ninguém para dividir seus pensamentos e sentimentos. O tédio e a monotonia desesperam a protagonista.

O primeiro amante

Na segunda parte, a ação do romance se acelera. Emma fica grávida e tem uma filha. Apesar de conhecer algumas pessoas do povoado onde vive, como o farmacêutico Homais, continua entediada e cansada do marido.

Em uma ocasião, Rodolphe Boulander, jovem latifundiário e conquistador, tem a oportunidade de vê-la ao visitar o médico e decide seduzi-la. Quando consegue, Emma sente que finalmente algo emocionante pode romper o tédio de sua vida.

O segundo amante

Emma e Rodolphe planejam ficar juntos, mas ele na verdade não quer se comprometer, por isso abandona o plano e foge sem Emma. A protagonista cai doente com a notícia.

A terceira parte da novela retoma o ritmo pausado da primeira. Emma se apaixona por Leon, um jovem romântico, e com ele mantém uma idílica relação durante a temporada em que os dois se sentem felizes.

A decepção

Apesar do romantismo da relação com Leon, Emma se dá conta de que esse amor também não aplaca suas necessidades. Ela se decepciona.

As dívidas

A situação de Emma é cada vez pior: à insatisfação que Leon lhe causa, somam-se dívidas cada vez maiores, motivadas pelo enorme gasto que sua infidelidade gera.

Chega um momento em que os credores encontram Emma desesperada, já que ela tem de esconder as dívidas de seu marido.

O suicídio

As dívidas fazem com que Emma sofra a ameaça de um bloqueio de bens. Inutilmente, ela pede ajuda a Leon, que é incapaz de proporcionar o dinheiro de que ela necessita. Pede dinheiro a Rodolphe, seu antigo amante, que nega.

Desesperada, ela se envenena e morre. Charles Bovary cai na miséria por causa das dívidas da mulher e em pouco tempo morre também.


Boa leitura e até mais!

Equipe Tête-à-Tête