O Suprematismo foi um movimento estético-artístico de vanguarda, criado em Moscou, em 1913, pelo pintor russo Kazimir Malevich. Esse movimento, cuja principal característica foi a abstração geométrica, foi um importante marco na história da Arte Moderna.

Kazimir Malevich – criador e principal representante do suprematismo

Esse movimento artístico durou, embora intenso e radical, pouco tempo. Seu auge foi a Rússia, de 1913 a 1922, porém deixou importantes legados para os movimentos estéticos, principalmente abstratos, que vieram na sequência.


Principais características do Suprematismo:

– Presença da abstração geométrica.

– Utilização de cores puras sobre fundos brancos.

– Presença de arranjos com figuras geométricas, principalmente quadrados, triângulos e círculos.

– A principal técnica de pintura, utilizada pelos pintores suprematistas, foi a óleo sobre tela.

– Comprometimento da arte com a visualidade plástica.

– Arte pensada como rompimento com o mundo objetivo e com a natureza real.

– Os artistas do suprematismo vão em busca daquilo que consideram “o além do real”, como se houvesse uma outra dimensão a ser mostrada através da arte.


Principais artistas e suas obras mais conhecidas:

– Kazimir Malevich (1879-1935): pintor russo e principal expoente desse movimento artístico. Suas principais obras foram: Suprematismo (1915), Quadrado negro sobre fundo branco (1915) e Eclipse solar com Mona Lisa (1914).

– El Lissitzky (1890-1941): pintor, arquiteto e designer russo. Entre suas principais obras, podemos citar: Acerca de dois quadrados (1922) e Proun 19 (1922).

– Liubov Popova (1889-1924): designer e pintora russa. Suas principais obras, relacionadas ao suprematismo, foram: A arquitetura pictórica (1916) e Construção pitoresca (1920).

Suprematismo, pintura de Kazimir Malevich
Suprematismo (1915), pintura de Kazimir Malevich.

Até mais!

Equipe Tête-à-Tête