Certa vez, uma índia engravidou de uma das espécies de cobra grande existentes na região amazônica e teve um casal de gêmeos, Honorato e Maria. Como os filhos tinham o aspecto de cobras, a mãe lançou as crianças ao rio.

Honorato era bom, enquanto Maria era perversa e fazia mal aos pescadores e aos animais do rio. Assim, para acabar com as atitudes malvadas da irmã, Honorato resolveu matá-la.

Segundo a lenda, Honorato assumia a forma de homem nas noites de lua cheia, momento em que aproveitava para passear pela terra, o seu grande desejo.

Havia uma forma de libertar Honorato da terrível maldição de se transformar em cobra, mas ninguém tinha coragem de o fazer, até que um dia um soldado consegue feri-lo na cabeça e colocar leite na sua boca. A partir daí, o encanto foi quebrado e Honorato passou a viver com sua mãe.


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête