Pintado em 1946, o quadro O Veado Ferido apresenta uma criatura metamorfoseada, uma mistura entre a cabeça de Frida e o corpo de um animal. Na expressão da pintora não vemos nem medo nem desespero, Frida apresenta um ar sereno e compenetrado.

O Veado Ferido

A escolha do animal não é fortuita: o veado é um ser que representa, ao mesmo tempo, a elegância, a fragilidade e a delicadeza.

Perfurado por nove setas, o animal continua perseverante, em movimento. Cinco delas fincam o dorso e quatro encontram-se espetadas no pescoço e próximo da cabeça. Apesar de profundamente ferido (teria sido atingido por um caçador?), o veado segue o seu caminho.

Lemos na postura do animal uma identificação com o comportamento de Frida, que seguia em frente apesar das suas dores físicas e psicológicas.


Até mais!

Tête-à-Tête