Na tela Meu Nascimento, pintada em 1932, vemos representado o parto que resultou no nascimento de Frida Kahlo. A imagem, fortíssima, apresenta a mãe coberta por um lençol branco, como se estivesse morta.

Meu Nascimento

Um dado da vida pessoal da pintora: a mãe de Frida sofreu de depressão pós parto. Além de não poder amamentar, Matilde Calderón engravidou logo dois meses depois de dar a luz à Frida. Por esses motivos, Matilde entregou a menina para uma ama de leite.

Na tela lemos o abandono e o desamparo do bebê que sai do ventre da mãe praticamente sozinho. A menina parece estar nascendo fruto da sua própria ação, sem a participação da mãe. O quadro testemunha essa solidão inicial que Frida viria a carregar pelo resto da vida.

Ao fundo da cama observamos uma imagem religiosa da Virgem dos Lamentos. Vale lembrar que a mãe de Frida, era profundamente católica.


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête