Anacronismo consiste num erro cronológico, quando determinados conceitos, objetos, pensamentos, costumes e eventos, por exemplo, são usados para retratar uma época diferente daquela a que de fato pertencem.

O anacronismo é caracterizado pelo desalinhamento e falta de correspondência entre as particularidades das diferentes épocas, quando fatores próprios de cada tempo são, erroneamente, misturados em uma mesma narrativa.

Por exemplo, pode-se dizer que a descrição de um automóvel numa história que é ambientada durante a Idade Média é um anacronismo, visto que os primeiros automóveis só seriam produzidos no século XIX.

Os anacronismos podem acontecer tanto em relatos históricos, narrativas literárias e demais obras artísticas, como em pinturas, filmes, teatros e etc, sejam baseados em “fatos reais” ou numa ficção.

Embora seja uma ferramenta interessante no âmbito das artes, o anacronismo é um grande desafio para os historiadores e pesquisadores, pois torna-se complicado conseguir entender determinados pensamentos e conceitos antigos sob o ponto de vista da contemporaneidade.

Quando determinado evento histórico é analisado com base nos conceitos atuais sobre determinado assunto, o pesquisador está cometendo um anacronismo, visto que os pensamentos e ideias sobre um tema específico eram diferentes no passado do que nos dias atuais.

Anacrônico

Este é um adjetivo que qualifica algo considerado obsoleto e retrógrado para determinada época, estando diretamente relacionado com um erro cronológico, ou seja, um anacronismo.

Entre alguns dos principais sinônimos de anacrônico, estão: antiquado, obsoleto e arcaico.


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête