Urano não gostava de seus filhos e não queria que eles saíssem da Terra. Isso provocou a ira de Gaia, que convocou seus filhos a se rebelarem contra o pai. Só Cronos atendeu ao chamado.

Munido de uma foice dada por Gaia, na primeira oportunidade Cronos perfurou Urano no seu órgão sexual, de onde jorrou sangue que fecundou a Terra. Assim nasceram os Gigantes, as Erínias (entidades punitivas) e as ninfas Melíades. Algumas gotas de sangue caíram no mar, dando origem a Afrodite, deusa do amor e da beleza.

Cronos
Cronos e seu Filho, de Giovanni Francesco Romanelli (1610-1662).

Mas Cronos não cumpriu com sua palavra. Ele não libertou seus irmãos das profundezas da Terra (Tártaro) e passou a reinar sozinho. Devido a uma profecia de Gaia, que dizia que o reino de Cronos terminaria pelas mãos de um de seus filhos, sabe o que ele decidiu fazer? Comer todos eles. Sempre que a esposa de Cronos (Reia) dava à luz algum filho, o pai ia lá e devorava o recém-nascido.

Mas não deu certo com o caçula, Zeus. Com ajuda de Gaia, Reia conseguiu enganar Cronos e proteger o filho da fúria insana do pai, escondendo-o numa caverna na ilha de Creta. Mais tarde, a profecia iria se cumprir, com Zeus assumindo definitivamente o trono.

Fonte:hipercultura


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête