A pintura em aquarela é considerada uma das formas de arte mais acessíveis. Afinal, muitos de nós crescemos fazendo pinturas em aquarela durante as aulas de desenho da escola. Embora possa ser acessível e visualmente agradável, essa forma de arte certamente não é fácil de dominar. Conhecida por sua delicadeza e sutileza, a pintura em aquarela tem uma história rica. Suas raízes remontam à Europa Paleolítica, mas tornou-se popular na Idade Média e no Renascimento. Um dos primeiros exemplos de aquarelas como arte pode ser apreciado na majestosa pintura da Capela Sistina. O teto desta famosa capela na Cidade do Vaticano foi pintado pelo eminente artista Michelangelo entre 1508 e 1512 e ainda é visto como seu melhor trabalho. Ao longo da história, houve alguns artistas aquarelistas notáveis cujas obras trouxeram a técnica para os grandes “salons” de arte. Enquanto a pintura em aquarela foi inicialmente usada principalmente como pintura em gesso úmido (afresco), as obras de artistas influentes ajudaram a transformá-la em uma arte capaz de representar imagens impressionantes e poderosas quando aplicadas ao papel. Para entender completamente o fascínio da pintura em aquarela hoje, devemos olhar para alguns dos artistas mais populares ao longo da história da arte ocidental. Seus trabalhos continuam a inspirar artistas iniciantes até os nossos dias.

John Singer Sargent

“Gondoliers’ Siesta,” 1904. (Fonte da imagem – Wikimedia Commons)

Enquanto ele era famoso por seus retratos distintos, os trabalhos em aquarela de John Singer Sargent retratavam um ângulo diferente do talentoso artista. Seus retratos a óleo eram executados meticulosamente e apresentavam cenários escuros e grandiosos, além de cores suaves. No entanto, suas pinturas em aquarela eram muito mais relaxadas e Sargent usava traços soltos e vívidos nelas. Muitas de suas pinturas em aquarela eram das paisagens que ele havia visitado e pareciam esteticamente agradáveis com suas misturas simples e divertidas de cores. Imagens de navios e da costa eram uma característica regular de suas pinturas feitas em cores vivas, claras ou escuras, em nítido contraste com seus retratos a óleo que eram formais. Em geral, os trabalhos em aquarela de Sargent podem ser reconhecidos por suas grandes formas de cores com detalhes escuros, porém simples. Eles também revelaram o incrível controle e precisão do artista.

John Singer Sargent

“Muddy Alligators,” 1917.​ (Fonte da imagem – Wikimedia Commons​)

Fonte:tudoporemail


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête