Orfeu e Eurídice formavam um casal apaixonado. Até que um dia, picada por uma cobra, a ninfa morreu. O poeta Orfeu, inconformado com a perda, passava os dias cantando o amor pela amada. Foi ao reino dos mortos com a intenção de trazer Eurídice de volta à vida.

Orfeu e Eurídice
Orfeu e Eurídice às margens do Styx, de John Roddam Spencer Stanhope (1829-1908).

*

Lá, tocando sua lira, Orfeu deixou os senhores do submundo, Perséfone e Hades, tão comovidos que eles concordaram em deixar Eurídice voltar. Mas com uma condição: que na viagem de volta, Orfeu não olhasse para trás em hipótese alguma.

Na subida ao mundo dos vivos, Orfeu cometeu um erro fatal: ele não resistiu e acabou olhando para o rosto da amada Eurídice, que vinha logo atrás dele. Esse descuido fez Orfeu perder Eurídice para sempre.

Fonte:hipercultura


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête