Georges-Pierre Seurat foi um importante pintor francês do final do século XIX. É conhecido como o fundador do movimento artístico conhecido como pós-impressionismo (ou neoimpressionismo). A forma mais científica de aplicar as cores, uma das principais características de suas obras, foi adotada por artistas famosos como, por exemplo, Picasso e Van Gogh.


Biografia resumida

– Georges Seurat nasceu em 2 de dezembro de 1859 na cidade de Paris (França).

– Na fase inicial de sua carreira, buscou referências artísticas nas obras de Delacroix e Peter Paul Rubens.

– Entrou, em 1875, na Escola Municipal de Desenho de Paris.

– Entre 1878 e 1879, estudou na Escola de Belas Artes de Paris.

– Serviu o exército francês no ano de 1879.

– Entre 1884 e 1886 pintou aquela que seria sua mais importante e famosa obra de arte: Domingo à tarde na ilha de La Grande Jatte. Em 1886, expôs esta obra na 8ª Mostra Impressionista.

– Faleceu de difteria (causa provável), aos 31 anos de idade, no dia 29 de março de 1891.


Características de seu estilo artístico na pintura:

– Uso das cores com abordagem científica (sem perder a emoção), buscando efeitos ópticos e a forma com que as cores de uma pintura chegavam ao espectador.

– Na sua fase artística inicial, fez várias obras utilizando lápis e pastel.

– Valorização e preferência pelas cores quentes. Porém, o pintor busca um equilíbrio entre as cores frias e quentes. As cores frias e escuras, junto com linhas direcionadas para baixo, são utilizadas somente para passar sentimento de tristeza.

– Utilização de linhas voltadas para cima para transmissão de sentimentos positivos e alegres.

– Luz e escuridão aparecem, em suas obras, de forma equilibrada e harmoniosa.

– Busca da harmonia entre as cores e o domínio de tonalidades luminosas.

– Uso da técnica de pintura conhecida como pontilhismo.

– Na fase final de sua carreira artística, passou a retratar em suas obras temas ligados a diversão e paisagens litorâneas.

Banhistas em Asnières de Georges Seurat
Banhistas em Asnières de Georges Seurat: presença do pontilhismo.

Principais obras de Georges Seurat:

– Camponês com enxada (1882)

– O subúrbio (1883)

– Banhistas em Asnières (1884)

– Vista do forte Samson (1885)

– Domingo à tarde na ilha de La Grande Jatte (1884 – 1886)

– Apresentação ao lado do circo (1888)

– A Torre Eiffel (1889)

– O can-can (1890)

– Os modelos (1898)

– O circo (1890 – 1891)

O circo

Créditos:Jefferson Evandro Machado Ramos – Graduado em História pela Universidade de São Paulo – USP


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête