Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente
Eu sei que vou te amar

E cada verso meu será pra te dizer
Que eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida

Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar,
Mas cada volta tua há de apagar
O que essa ausência tua me causou

Eu sei que vou sofrer
A eterna desventura de viver a espera
De viver ao lado teu
Por toda a minha vida.


Os versos de Eu sei que vou te amar são categóricos: o eu-lírico afirma que até o final da sua vida estará apaixonado pela amada. Ele descreve a relação como uma constância em meio as instabilidades da vida e garante que, até os seus últimos dias, irá ser fiel e declarará o seu amor.

Nos momentos de tristeza o sujeito também sugere que irá sofrer quando a amada estiver ausente, sublinhando que contará com a presença dela dentro de si ainda que ela não possa estar junto fisicamente. A composição é digna de um apaixonado, que oferece entrega total e absoluta, disponibilidade para a relação a dois e devoção sem fim à amada.

Vinícius de Moraes (1913-1980)


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête