Mineiros (pessoas nascidas no Estado de Minas Gerais), são conhecidos por serem muito acolhedores e também por sua linguagem cheia de “uai”, “trem” e diversas outras gírias e palavras cortadas. Para não se perder no mineirês, montamos um breve dicionário com as palavras e gírias mineiras mais usadas.

Minas Gerais – Wikipédia, a enciclopédia livre
Estado de Minas Gerais no mapa do Brasil

Trem

Um clássico mineiro, trem pode significar praticamente qualquer coisa, objeto ou comida. Tudo pode ser um trem.

Pode pegar aquele trem ali para mim?

Estou com vontade de comer um trem bom hoje.


Andar no passeio

É o mesmo que andar na calçada.

Sai da rua e vai para o passeio, menino.


Ansdionte

Jeitinho mineiro e abreviado para falar antes de ontem.

Aquele pão ali é de ansdionte.


Apruma o corpo

Significa endireitar, corrigir a postura.

Apruma esse corpo para não ficar torto.


Arreda

Usado para pedir para alguém cair fora, ir para outro lugar.

Arreda o pé que eu estou passando a vassoura na sala.


Arroiado

Arroiado é o mesmo que cheio, lotado.

Estou arroiado de trabalho para fazer.


Barango

Sinônimo de feio ou não atraente visualmente. Serve para falar de coisas, pessoas ou lugares.

Mas aquele seu amigo é barango, hein?


Bicudo

É o mesmo que bêbado.

O Marco ficou bicudo na festa de ontem.


Bobiça

Bobagem, algo inútil.

Larga de bobiça e vai logo trabalhar.


Bololô

É o mesmo que bagunça, confusão. Também pode ser usado como sinônimo de briga.

Mas esse seu quarto está um bololô.

Matilde, teve um bololô na rua de baixo ontem à noite.


Breguete

Assim como trem, pode ser usada para coisa ou objeto.

Pegue aquele meu breguete de cabelo que deixei em cima da mesa, por favor?


Cadiquê

Mineirês para por causa de quê.

Cadiquê você está indo dormir tão tarde?


Cascar fora

É o mesmo que ir embora ou sair correndo, muitas vezes para evitar uma situação

Já terminei o trabalho, vou cascar fora.

Continua…

Fonte:dicionariopopular


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête