Continue conhecendo a linguagem peculiar dos Mineiros (pessoas nascidas no Estado de Minas Gerais, Brasil) e não se perca no mineirês:

Minas Gerais – Wikipédia, a enciclopédia livre
Estado de Minas Gerais no mapa do Brasil

Cata-jeca

Nome dado a ônibus que para em muitos lugares para pegar passageiros.

Anda logo, senão você vai perder o horário do cata-jeca.


Coitádocê

Jeito mineirinho de dizer coitado de você. Usado para expressar dó ou pena de alguém.

Coitádocê se acha que vai conseguir me ganhar.


Cumê di capitão

Comer com as mãos, sem usar talheres.

Essa comida aqui é para cumê di capitão.


Custoso

Custoso é uma gíria para algo difícil. Pode ser usada para alguma situação ou para pessoas.

A prova de Matemática foi custosa, né?


Encarangá

Significa se encolher de frio.

Estou todo encarangado aqui.


Espia só

O mesmo que olha só. Usado para chamar a atenção de alguém.

Espia só aqui o almoço que to fazendo.


Ficar injuriado

Significa estar com raiva de alguém ou com alguma situação.

Fiquei injuriada com meu namorado ontem.


Fragar

É sinônimo de entender.

E aí, cê fraga ou não fraga?


Gastura

Pode ser usada para exprimir agonia, aflição e até mesmo nojo.

Não passa a unha na lousa que eu tenho gastura.


Intojado

Pessoa chata, esnobe, metida.

Olha, a filha da Maria é uma intojada mesmo.


Moitá

Moitá é o mesmo que esconder, não falar. A gíria vem da ideia de se enfiar em uma moita de mato.

Eu vou moitá em casa a semana toda.


Nigucim

Jeito mineirês de dizer negocinho. Usado para referir a qualquer coisa pequena.

Ô João, pega aquele nigucim em cima da mesa para mim?


Niqui

Contração para no momento em que.

Niqui ela chegou, eu já fiquei nervoso.


.

Continua…

Fonte:dicionariopopular


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête