“Ouvi todas as coisas no céu e na terra. Ouvi muitas coisas no inferno. Como então posso estar louco?” […] 

“Eles estavam zombando do meu horror! — Assim pensei e assim penso. Mas qualquer coisa seria melhor do que essa agonia! Qualquer coisa seria mais tolerável do que esse escárnio. Eu não poderia suportar por mais tempo aqueles sorrisos hipócritas! Senti que precisava gritar ou morrer! — e agora — de novo — ouça! mais alto! mais alto! mais alto! mais alto!
— Miseráveis! — berrei — Não disfarcem mais! Admito o que fiz! – levantem as tábuas! — aqui, aqui! — são as batidas deste horrendo coração!”


Nestes trechos vemos claramente a perturbação do narrador, o qual, no início do conto, tenta ao máximo mostrar-se são e lúcido, dizendo que, por ter ouvido muitas coisas no inferno, não poderia estar louco. No segundo trecho aqui citado, vemos o desfecho do conto, no qual o narrador desespera-se e diz a famosa frase “são as batidas deste horrendo coração”, a qual vemos em diversas adaptações deste conto para o cinema e inclusive em Os Simpsons, em um episódio que faz referência a este conto.

Fonte:notaterapia


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête