“Bangladesh é um país localizado na região sul da Ásia, fazendo fronteira com Índia e Myanmar. Seu território é recortado por grandes rios que deságuam na baía de Bengala, sendo o mais importante deles o Ganges. A capital do país, Daca, é uma das maiores cidades do mundo, concentrando mais de 19 milhões de habitantes. Ainda assim, Bangladesh é um país essencialmente rural, com a maior parte de sua população empregada no setor agrícola.

Tópicos deste artigo
1 – Resumo sobre Bangladesh
2 – Dados gerais de Bangladesh
3 – Geografia de Bangladesh
Clima
Relevo
Vegetação
Hidrografia
4 – Mapa de Bangladesh
5 – Demografia de Bangladesh
6 – Economia de Bangladesh
7 – Cultura de Bangladesh
8 – Infraestrutura de Bangladesh
9 – Governo de Bangladesh
10 – História de Bangladesh
11 – Curiosidades sobre Bangladesh


Resumo sobre Bangladesh


Bangladesh é um país da região sul da Ásia.

Sua independência foi reconhecida em 1972.

Tem como capital a cidade de Daca.

Seu clima é o tropical de monções, e seu relevo é formado por planícies aluviais e montanhas, a sudeste.

Seu principal rio é o Ganges.

É um dos países mais populosos do mundo, e conta com 164,6 milhões de habitantes.

Sua capital é também uma das maiores cidades do mundo, com uma população que chega a 19,5 milhões de habitantes.

Mais da metade da sua população vive na zona rural.

Mesmo tendo passado por um importante processo de crescimento econômico nos últimos anos, é um país pobre, e sua economia é liderada pelo setor terciário e pela indústria têxtil.

A maior parte da sua mão de obra se concentra na agricultura.

A religião exerce papel fundamental nos seus costumes e tradições.


Dados gerais de Bangladesh


Nome oficial: República Popular de Bangladesh

Gentílico: bangladechiano, bangladeche

Extensão territorial: 147.570 km²

Localização: sul da Ásia

Capital: Daca

Clima: tropical de monções

Governo: república parlamentarista

Divisão administrativa: oito divisões (do bengali, bibhag)

Idioma: bengali (oficial)

Religiões:

islamismo: 89,1%;

hinduísmo: 10%;

outras: 0,9%.

População: 164.689.000 habitantes

Densidade demográfica: 1265,2 hab./km²

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,632

Moeda: taka bengali

Produto Interno Bruto (PIB): US$ 355,62 bilhões

PIB per capita: US$ 2140

Gini: 0,324

Fuso horário: UTC +6

Relações exteriores: ONU; OMC; FMI; Banco Mundial; Comunidade Britânica.


Geografia de Bangladesh


Bangladesh é um país asiático localizado da região sul do continente, mais precisamente onde se forma o delta do rio Ganges. Sua capital fica na cidade de Daca, na porção central do território bangladechiano.

Ao sul de Bangladesh, está situada a baía de Bengala, formada pelas águas do oceano Índico. A maior parte das divisas territoriais do país se dá com a Índia, com que compartilha pouco mais de quatro mil km de fronteiras a oeste, norte e leste. O sudeste de Bangladesh faz divisa com Mianmar.


Clima


O clima predominante em Bangladesh é o tropical monçônico, tipicamente quente e úmido, com temperaturas médias em torno de 26 ºC.

Os invernos são mais frios e secos, com a incidência de ventos de nordeste formados da zona de alta pressão no Hemisfério Norte. Já o verão é conhecido como o período das monções, caracterizado pelos ventos de sudoeste, que são quentes e úmidos e provocam intensas chuvas em todo o país. A precipitação anual média em Bangladesh é de 2000 mm, e, em determinados locais, o total pode chegar a 5000 mm.


Relevo


Bangladesh possui um relevo caracterizado por extensas planícies aluviais, das quais se destacam as planícies dos rios Ganges e Yamuna. Na região sudeste, próximo da fronteira com Mianmar, os terrenos são mais elevados e marcados por formações como morros, colinas e vales escavados pela ação dos rios.

A altitude média no país é de 85 metros. Seu ponto mais elevado é o monte Keokradong, situado perto da fronteira entre Bangladesh, Índia e Myanmar, a 1230 metros acima do nível do mar.


Vegetação

Floresta de Sundarbans, uma das maiores florestas sobre mangue do mundo.[1]

Duas formações são características da vegetação de Bangladesh: as florestas e os mangues. Em áreas permanentemente alagadas, observa-se também a presença de pântanos. Destaca-se a presença da floresta de Sundarbans, localizada no sul de Bangladesh e formada sobre uma área de mangue. Ela é considerada uma das maiores florestas de mangue do mundo.


Hidrografia


Bangladesh possui uma extensa e complexa rede de drenagem formada por muitos rios e lagos. O principal deles é o Ganges, um dos mais importantes rios do subcontinente indiano e também um dos responsáveis pela formação da planície deltaica, que caracteriza grande parte da topografia e morfologia de Bangladesh. Outros importantes rios que banham o país são: Jamuna, Padma e Meghna.


Mapa de Bangladesh


Demografia de Bangladesh


Bangladesh é um dos países mais populosos do mundo. Segundo as informações das Nações Unidas, vivem no país atualmente um total de 164.689.000 habitantes. Desconsiderando-se a Rússia, que tem maior parte da população no seu lado europeu, Bangladesh é o quinto país mais populoso da Ásia. O território bangladechiano é densamente povoado, com uma distribuição populacional da ordem de 1265,2 hab./km².

Daca é a maior cidade de Bangladesh. A capital do país reúne mais de 19 milhões de pessoas.

A taxa de urbanização do país é 38,9%. Isso significa que Bangladesh é um país essencialmente rural, com a maior parcela de sua população vivendo no campo e pouco mais de um terço nas cidades. Daca, a capital do país, é também a sua cidade mais populosa, reunindo um contingente populacional de 19.578.000 habitantes. Chittagong é a segunda maior cidade do país e contabiliza mais de cinco milhões de habitantes.

Hoje a população de Bangladesh cresce a uma velocidade de 0,95% ao ano e vem diminuindo com o passar dos anos. Estima-se que o país chegará a 186 milhões de habitantes na próxima década. O país possui uma população relativamente jovem, com idade mediana de 27,9 anos. A expectativa de vida ao nascer em Bangladesh é atualmente de 74,43 anos.


Economia de Bangladesh


A economia de Bangladesh experimentou um crescimento significativo nos últimos anos, fazendo com que o país deixasse de ser classificado como um dos menos desenvolvidos do mundo.|1|

No decorrer de sua história, diversos fatores de ordem tanto estrutural quanto conjuntural, especialmente política, impuseram dificuldades sobre a economia nacional. Entre eles estão as crises e instabilidade política, passando pelo período ditatorial, pelos gargalos infraestruturais, pela grande incidência de desastres naturais (inundações e ciclones principalmente) e pelos poucos investimentos em setores estratégicos.

O Produto Interno Bruto (PIB) de Bangladesh supera hoje 355 bilhões de dólares, e o PIB per capita é de 2140 dólares. Além de um crescimento anual de 6%, o Banco Mundial ressalta que, embora haja muitas desigualdades no país, Bangladesh conseguiu diminuir o índice de pobreza de 43,5%, em 1991, para 14,3%, em 2016.

O setor primário concentra a maior parte da mão de obra de Bangladesh, cerca de 43%. O arroz é o principal produto agropecuário do país.[2]

A economia do país é liderada pelo setor de serviços, que responde por 56,5% do seu PIB. A indústria de Bangladesh é responsável por 29,3% da economia e se volta para a produção de vestimentas, principal produto de exportação do país, papel, couro, tecidos de algodão, fertilizantes e outros. Já a agricultura reúne a maior parcela da mão de obra de Bangladesh, e tem como principais insumos arroz, batata, milho, cana-de-açúcar, manga e goiaba.


Cultura de Bangladesh


A cultura de Bangladesh apresenta uma forte influência religiosa que se manifesta nos seus costumes e tradições. O islamismo é a religião que possui o maior número de adeptos no país, seguido do hinduísmo e do budismo.

Além das tradicionais festas religiosas seguidas pelos praticantes de cada fé, o calendário festivo de Bangladesh é composto por inúmeras celebrações nacionais. A principal delas é o Pahela Baishakh, primeiro dia do ano bengali, celebrado em 14 ou 15 de abril, a depender da localidade. Outras datas importantes são o Dia da Independência (26 de março) e o Dia da Língua Materna (21 de fevereiro). Nas artes, destaca-se o jatra, teatro folclórico bastante popular no país, principalmente na zona rural.

Preparos à base de arroz, peixes e vegetais são dominantes na tradicional cozinha de Bangladesh, como o pitha (bolinho de arroz, geralmente doce) e o bhurta (ou bharta, vegetais cozidos, temperados e amassados, como um purê).


Infraestrutura de Bangladesh


Bangladesh é um país rural com uma rede de infraestrutura deficitária que não consegue atender a todos os seus habitantes. Os dados das Nações Unidas indicam que 61,5% dos moradores da zona rural do país possuem acesso à água potável, enquanto nas cidades esse valor cai para 44,6%, menos da metade. O acesso à rede de esgoto cresceu lentamente nos últimos anos, mas, mesmo assim, a cobertura é de somente 32,3% para a população do campo.

Cerca de 83% dos moradores de Bangladesh possuem eletricidade. Na zona rural, a porcentagem é de 77%. A matriz energética do país é formada predominantemente por combustíveis fósseis, fonte responsável por 97% da eletricidade gerada no país. Somente 2% são oriundos de hidrelétricas, e o restante, de outras fontes renováveis.

Os extensos rios que banham o país são utilizados como via de transporte para cargas e pessoas. Bangladesh possui a 16ª maior rede hidroviária mundial, com aproximadamente 8,4 mil km de extensão. As rodovias são igualmente importantes para a realização dos deslocamentos no país e cobrem 369 mil km. Bangladesh é um dos países com o menor número de aeroportos, contabilizando 18. O principal fica na capital do país, Daca.


Governo de Bangladesh


O sistema de governo em voga em Bangladesh é o republicano parlamentarista. O presidente da república é o chefe de Estado, e a sua eleição ocorre de maneira indireta por meio dos votos contabilizados pelo Parlamento Nacional. Seu mandato tem duração de cinco anos. O primeiro-ministro, por sua vez, é o chefe de governo e principal responsável, junto do Gabinete (corpo executivo) e do Parlamento.
Os membros do Parlamento são eleitos por eleições diretas disputadas a cada cinco anos, com a exceção de 50 das 350 cadeias reservadas a mulheres indicadas pelos demais eleitos. É esse órgão do Legislativo o responsável pela indicação do primeiro-ministro.


História de Bangladesh


A região de Bengala, como era chamada a área onde se situa o país, é habitada desde pelo menos quatro mil anos antes da era atual. O território conhecido hoje como Bangladesh já foi integrado à Índia e passou pelo controle dos impérios Máuria e Mogol, respectivamente, entre os séculos IV e I a.C. e VI e VIII da era comum. No segundo período mencionado, a cidade de Daca já exercia papel central no ordenamento territorial local, desempenhando a função de sede administrativa e centro comercial do Império Mogol.

Entre 1858 e 1947, Bangladesh passou a fazer parte da Índia Britânica, como ficou conhecida a parcela do subcontinente indiano incorporada ao Império Britânico. Em meados da década de 1940, pouco antes da independência indiana, havia o desejo de que os estados muçulmanos se separassem do então território indiano. Somente após o fim do domínio britânico sobre a região foram criados os territórios da Índia e do Paquistão. Este se dividiu entre Paquistão Ocidental e Paquistão Oriental.

Devido às diferenças étnicas entre ambos os territórios, Paquistão Ocidental e Oriental atravessaram períodos de intensas disputas de caráter político que tinham como questão central a separação de Paquistão Oriental, que viria a se tornar Bangladesh. Com o apoio da Índia, Bangladesh teve a sua independência reconhecida em 11 de janeiro de 1972.


Curiosidades sobre Bangladesh


Daca, capital de Bangladesh, é a nona cidade mais populosa do mundo.

O país está situado em uma área onde é comum a ocorrência de ciclones (tempestades tropicais) e tufões, que atingem principalmente a baía de Bengala.

Seis dos 10 ciclones mais mortais da história se formaram na região da baía de Bengala. O pior deles atingiu Bangladesh em 1970, e vitimou de 300.000 a 500.000 pessoas.

O país está suscetível também à ocorrência de terremotos, embora sejam menos frequentes. Em 1988, foi registrado o sismo mais intenso em Bangladesh, que atingiu 5.8 na escala Richter.

O Dia Nacional da Língua Materna, celebrado mundialmente em 21 de fevereiro, foi estabelecido em decorrência da luta dos moradores de Bangladesh pelo reconhecimento de sua língua nativa, o bengali, como idioma oficial do país.

Créditos de imagem

[1] Emdadul Hoque Topu / Shutterstock.com

[2] Pixparts / Shutterstock.com

Gostou do post? Comente e compartilhe!


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête