“Durante todo um dia pesado, escuro e mudo de outono, em que nuvens baixas amontoavam-se opressivamente no céu, eu percorri a cavalo um trecho de campo singularmente triste, e finalmente me encontrei, quando as sombras da noite se avizinhavam, à vista da melancólica Casa de Usher. Não sei como foi – mas, ao primeiro olhar que lancei ao edifício, uma sensação de insuportável angústia invadiu o meu espírito. Digo insuportável, pois tal sensação não foi aliviada por nada desse sentimento quase agradável na sua poesia, com o qual a mente ordinariamente acolhe mesmo as imagens mais cruéis por sua desolação e seu horror.”


Um dos trechos mais melancólicos da obra de Poe é a introdução do conto A Queda da Casa de Usher. O autor cria toda uma atmosfera pesada, na qual o narrador é acometido subitamente por uma angústia repentina apenas pelo vislumbre da Casa de Usher. Tal introdução perfeitamente constrói a atmosfera de desolação que permeia todo o conto, até seu trágico desfecho.


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête