Gwen John amava seus gatos, e os pintou frequentemente. Esse gato, cor tartaruga chamado Edgar Quinet, aparece na maioria dos seus desenhos e, às vezes, com os seus filhotes. O nome foi tirado do endereço onde John viveu em 1904, quando ela o adotou, na Avenida Edgar Quinet, 19, em Paris. Quando Edgar Quinet fugiu, em 1908, John ficou devastada. Em uma carta para uma amiga, Ursula Tywhitt, ela escreveu: “quando os gatos encontram-se para se acasalar eu corro para ver se um deles é o meu bebê”. Ela compôs uma poema sobre a dor da sua perda, “Au Chat”, o qual ela enviou para Rodin.

 Post-Impressionism – Tate Britain, London, UK

Fonte:wikiart


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête