Nesta pintura, Rubens descreve o momento em que um servo corta o cabelo de Sansão, a fonte do seu grande poder, enquanto ele está dormindo; depois do fato, ele é preso pelos soldados filisteus, que podem ser vistos através da porta no fundo da tela. A pintura foi encomendada pelo vereador da Antuérpia, Nicholas Rockox, para a sua própria casa. Após a sua morte, a pintura se tornou parte da Coleção de Liechtenstein em Viena, junto com outra obra-prima de Rubens: O Massacre dos Inocentes. Ela foi incorretamente atribuída a Gerard von Honthorst, um pintor flamengo, contemporâneo de Rubens que, como Rubens, foi fortemente influenciado pelos trabalhos de Caravaggio.

c.1609 – c.1610 – Barroco – 185 x 205 cm – National Gallery

Fonte:wikiart


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête