Anunciação é uma pintura a óleo sobre carvalho atribuída ao pintor flamengo Hans Memling. Parcialmente transferido para tela na década de 1920, foi terminado c. 1482 e encontra-se na colecção de Robert Lehman do Metropolitan Museum of Art, Nova Iorque. Mostra a Virgem Maria numa cena caseira, dois anjos a ajudá-la, o arcanjo Gabriel vestido com vestes eclesiásticas, e uma pomba.

A pintura baseia-se, com mais ilustrações, no painel Anunciação do Retábulo de Santa Columba de Rogier van der Weyden, c. 1455. A Virgem simultaneamente desmaia e pressagia a crucificação. De acordo com a historiadora de arte Maryan Ainsworth, o trabalho apresenta uma “imagem surpreendentemente original, rica em conotações para o espectador ou adorador.” A iconografia simples centra-se na pureza de Maria; na encarnação, a Virgem como mãe e o seu papel como noiva e Nossa Senhora Rainha.

1482 –  Renascimento nórdico – 79 x 55 cm – Metropolitan Museum of Art


A moldura original sobreviveu até ao século XIX, e foi inscrita com uma data que se acredita ser de 1482; os historiadores de arte do século XX sugeriram que o último número era “9”, o que daria uma data de 1489. Em 1847, Gustav Friedrich Waagen descreveu a pintura como um dos “melhores e mais originais trabalhos” de Memling. Em 1902, foi exposta em Bruges na Exposição dos primitivos flamengos em Bruges, passando, posteriormente, por um trabalho de limpeza e restauração.

Philip Lehman comprou-o em 1920 à família Radziwill, que poderá ter tido o quadro na sua posse desde o século XVI; Antoni Radziwill descobriu-o numa propriedade da família no início do século XIX. Nessa altura, terá sido perfurado por uma seta, necessitando de restauro.

Fonte:wikiart


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête