Martin Scorsese é um dos cineastas mais aclamados da história do cinema. Seus filmes são conhecidos por suas tramas complexas, personagens multifacetados e a maneira como ele aborda violência, crime e redenção. 

Além de ter ganhado os principais prêmios do mundo do cinema, como o Oscar e o Globo de Ouro, cineastas famosos tem Scorsese como referência. Para o consagrado diretor Francis Ford Coppola:

“[Scorsese] é um dos poucos cineastas que realmente importam. Ele é um cineasta completo, conhece todos os aspectos do processo de produção e é um verdadeiro artista.”

Sua infância difícil foi uma das principais inspirações para suas obras. Conheça os principais filmes de Martin Scorsese e saiba mais sobre a vida do diretor!


Filmes de Martin Scorsese

Conheça 7 dos principais filmes de Martin Scorsese:

Os Bons Companheiros (1990) 

Nota no Rotten Tomatoes (site que faz a somatória das principais críticas especializadas e nota dos telespectadores): 96%.

Os Bons Companheiros é um filme que segue a vida de Henry Hill (Ray Liotta), um jovem que sonha em ser um gangster da máfia e se envolve com o crime organizado em Nova York. 

Com um elenco consagrado, incluindo Robert De Niro e Joe Pesci, o filme é uma obra-prima do gênero e foi indicado a seis prêmios no Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor.

“É um filme sobre lealdade e amizade, e o preço que se paga por seguir um determinado código ético” disse Roger Ebert, crítico do Chicago Sun-Times.


Gangues de Nova York (2002) 

Nota no Rotten Tomatoes: 75%.

“Gangues de Nova York é um filme ambicioso, com visuais deslumbrantes e um elenco talentoso” – Todd McCarthy, Variety.

Gangues de Nova York é um épico de época que se passa na Nova York do século XIX e segue a rivalidade entre duas gangues que disputam o controle do bairro Five Points. 

Contando com a participação de Leonardo DiCaprio e Daniel Day-Lewis (o maior vencedor de Oscars de Melhor Ator da história), o filme foi indicado a dez prêmios no Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor.


Silêncio (2016) 

Nota no Rotten Tomatoes: 84%.

“Um filme intenso e desafiador, Silêncio é um dos melhores trabalhos de Martin Scorsese” – Kenneth Turan, Los Angeles Times.

Silêncio é um drama histórico baseado no romance homônimo de Shusaku Endo. O enredo gira em torno de dois padres jesuítas portugueses (Andrew Garfield e Adam Driver) que viajam ao Japão no século XVII em busca de seu mentor desaparecido (Liam Neeson).

Os Padres precisavam se disfarçar para não serem assassinados pelas autoridades locais. Além de ministrar os Sacramentos e ensinar os fiéis, os Padres se aventuram pelo Japão em busca do antigo mestre.

O filme conta com uma direção impressionante de Scorsese e atuações emocionantes, tendo sido indicado ao Oscar de Melhor Fotografia.


Taxi Driver (1976) 

Nota no Rotten Tomatoes: 96%.

“É um filme sobre a América, sobre solidão, sobre violência e sobre a necessidade de conexão humana” – David Fear, Rolling Stone.

Taxi Driver é um drama psicológico que segue Travis Bickle (Robert De Niro), um veterano de guerra que trabalha como taxista em Nova York e se torna cada vez mais obcecado com a violência que vê na cidade, até que decide se tornar um justiceiro urbano.

Travis vira um mito urbano após enfrentar os piores criminosos da cidade de forma insana.

O filme foi indicado a quatro prêmios no Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Ator (Robert De Niro), e venceu a Palma de Ouro no Festival de Cannes.


Ilha do Medo (2010) 

Nota no Rotten Tomatoes: 68%.

Ilha do Medo é um thriller psicológico que segue os detetives Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) e Chuck Aule (Mark Ruffalo) enquanto investigam o desaparecimento de um paciente em um hospital psiquiátrico em uma ilha remota. 

À medida que a investigação avança, Teddy começa a questionar a sua própria sanidade e a realidade que o cerca. Com uma atmosfera sombria e um elenco talentoso, “Ilha do Medo” foi indicado a vários prêmios, incluindo o Oscar de Melhor Fotografia e o Globo de Ouro de Melhor Trilha Sonora Original.


O Irlandês (2019) 

Nota no Rotten Tomatoes: 95%.

“O Irlandês é um épico majestoso, um filme que merece ser visto na tela grande e discutido por muito tempo.” – David Edelstein, New York Magazine.

O enredo de O Irlandês se passa ao longo de várias décadas, mostrando a história de Frank Sheeran (Robert De Niro), um assassino de aluguel que trabalha para a máfia. 

O filme é uma adaptação do livro I Heard You Paint Houses, de Charles Brandt, que conta a história real de um assassino da máfia que esteve em diversos momentos importantes da história dos Estados Unidos.

O longa apresenta um elenco renomado, incluindo Al Pacino e Joe Pesci. O Irlandês foi indicado a dez prêmios no Oscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado, e ganhou o Critics’ Choice Movie Award de Melhor Elenco.


Touro Indomável (1980)

Nota no Rotten Tomatoes: 95%.

Touro Indomável é um filme sobre a vida do boxeador Jake LaMotta, estrelado por Robert De Niro. O filme é conhecido por sua trama sombria e suas cenas de luta realistas e violentas. Foi a primeira vez que Scorsese e De Niro trabalharam juntos, iniciando a grande amizade dos dois.

O crítico de cinema Roger Ebert afirmou sobre o filme: 

“Touro Indomável é um dos grandes filmes de todos os tempos, e sua cena final é uma das mais poderosas que o cinema já produziu”.

O filme venceu 2 Oscars (Melhor Ator para Robert De Niro e Melhor Edição); o Globo de Ouro de Melhor Filme e o BAFTA de Melhor Diretor (Scorsese) e Melhor Ator (Robert De Niro).


O Lobo de Wall Street (2013) 

Nota do Rotten Tomatoes: 79%.

“Uma experiência selvagem e emocionante, uma ode à ganância que convida o espectador a celebrar o excesso e depois julgá-lo.” – David Rooney, The Hollywood Reporter.

O Lobo de Wall Street é uma comédia dramática baseada nas memórias do corretor de ações Jordan Belfort (interpretado por Leonardo DiCaprio), que se envolve em uma série de atividades ilegais e excessos financeiros durante os anos 90. 

Com uma narrativa frenética e um roteiro sagaz, O Lobo de Wall Street é um filme que busca capturar a cultura de excessos e corrupção do mundo financeiro dos anos 90. 

Com uma trilha sonora vibrante e uma direção enérgica, o filme é uma experiência cinematográfica intensa que desafia o espectador a refletir sobre a ganância e a ética financeira.

O filme recebeu cinco indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor.

O Lobo de Wall Street recebeu críticas por retratar personagens que muitos consideram serem antiéticos e devido a quantidade de cenas pornográficas e uso de drogas. Stephanie Zacharek, da revista Village Voice, afirmou que:

 “O Lobo de Wall Street exibe uma indulgência espantosa para com seus personagens. Eles são retratados como heróis mesmo quando agem mal”.

A performance de DiCaprio e a direção de Scorsese são amplamente elogiadas pelos críticos analisados pelo Rotten Tomatoes. 


Como o diretor se interessou por cinema? Conheça a história de Martin Scorsese

Martin Scorsese nasceu em 17 de novembro de 1942 em Queens, Nova York, em uma família ítalo-americana. Ele cresceu em um bairro conhecido como Little Italy, que mais tarde seria tema de vários de seus filmes. Sua mãe, Catherine Scorsese, trabalhava como costureira, e seu pai, Charles Scorsese, era um ator amador e alfaiate.

A infância de Scorsese foi marcada por diversas doenças, fazendo com que ele passasse muito tempo em casa. Sua mãe o incentivou a assistir filmes e ele se apaixonou pelo cinema desde cedo. 

O bairro em que Scorsese vivia era muito perigoso, ele vivenciou diversos casos de assassinato, brigas e monopólios da máfia. Essa vivência influenciou toda a sua vida profissional. Em uma conversa pública com o Papa Francisco, Scorsese comentou sobre sua infância e os traumas que a violência de seu bairro geraram:


Scorsese contou que o Padre de sua paróquia era o guia espiritual e protetor dele e das demais crianças do bairro. O diretor frequentou uma escola católica, onde foi ensinado por padres franciscanos e desenvolveu sua fé católica, que seria uma influência significativa em sua obra.

Aos 8 anos de idade, Scorsese fez sua primeira comunhão e, aos 12 anos, entrou para um seminário para se tornar padre. Ele acabou deixando o seminário e se distanciou da vivência católica. Foi estudar cinema na Universidade de Nova York, onde conheceu alguns dos cineastas que o influenciariam, como John Cassavetes e Ingmar Bergman.

Scorsese se formou em cinema em 1964, pela Universidade de Nova York.

Seu primeiro longa-metragem, Who’s That Knocking at My Door, foi lançado em 1967 e estrelou seu amigo e colaborador de longa data, Harvey Keitel. Desde então, Scorsese dirigiu mais de 25 filmes, incluindo alguns dos filmes mais icônicos da história do cinema.

A infância de Martin Scorsese em Little Italy, suas experiências na escola católica e no seminário, e sua paixão pelo cinema são temas recorrentes em sua obra, que muitas vezes explora questões de religião, identidade e violência urbana. O bairro de Little Italy também aparece em vários de seus filmes, incluindo Caminhos Perigosos e Os Bons Companheiros.

Fonte:brasilparalelo


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête

Publicidade