Perdoa-me, folha seca,não posso cuidar de ti.Vim para amar neste mundo,e até do amor me perdi.De que serviu tecer florespelas areias do chãose havia gente dormindosobre o próprio coração?E não pude levantá-la!Choro pelo que não fiz.E pela minha fraquezaé que... Continue lendo →