Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

cecília meireles

MÁQUINA BREVE

O pequeno vaga-lumecom sua verde lanterna,que passava pela sombrainquietando a flor e a treva— meteoro da noite, humilde,dos horizontes da relva;o pequeno vaga-lume,queimada a sua lanterna,jaz carbonizado e tristee qualquer brisa o carrega:mortalha de exíguas franjasque foi seu corpo de... Continue lendo →

SUAVÍSSIMA

Os galos cantam, no crepúsculo dormente . . .No céu de outono, anda um langor final de plumaQue se desfaz por entre os dedos, vagamente . . . Os galos cantam, no crepúsculo dormente . . .Tudo se apaga, e... Continue lendo →

BIOGRAFIAS: CECÍLIA MEIRELES

Cecília Meireles foi uma das grandes escritoras da literatura brasileira no século XX. Seus poemas encantam os leitores de todas as idades. É considerada uma das principais escritoras da Segunda Fase do Modernismo brasileiro. Sua principal obra foi Romanceiro da Inconfidência,... Continue lendo →

NADADOR

O que me encanta é a linha aladadas tuas espáduas, e a curvaque descreves, passáro da água! É a tua fina, ágil cintura,e esse adeus da tua gargantapara cemitérios de espuma! É a despedida, que me encanta,quando te desprendes ao... Continue lendo →

A CHUVA CHOVE – CECÍLIA MEIRELES

A chuva chove mansamente... como um sonoQue tranqüilize, pacifique, resserene...A chuva chove mansamente... Que abandono!A chuva é a música de um poema de Verlaine... E vem-me o sonho de uma véspera solene,Em certo paço, já sem data e já sem... Continue lendo →

TIMIDEZ – CECÍLIA MEIRELES

Basta-me um pequeno gesto,feito de longe e de leve,para que venhas comigoe eu para sempre te leve... - mas só esse eu não farei. Uma palavra caídadas montanhas dos instantesdesmancha todos os marese une as terras mais distantes... - palavra... Continue lendo →

MOTIVO DA ROSA – CECÍLIA MEIRELES

Não te aflijas com a pétala que voa:também é ser, deixar de ser assim. Rosas verá, só de cinzas franzida,mortas, intactas pelo teu jardim. Eu deixo aroma até nos meus espinhosao longe, o vento vai falando de mim. E por... Continue lendo →

MOTIVO – CECÍLIA MEIRELES

Eu canto porque o instante existee a minha vida está completa.Não sou alegre nem sou triste:sou poeta. Irmão das coisas fugidias,não sinto gozo nem tormento.Atravesso noites e diasno vento. Se desmorono ou se edifico,se permaneço ou me desfaço,- não sei,... Continue lendo →

PUS O MEU SONHO NUM NAVIO – CECÍLIA MEIRELES

Pus o meu sonho num navioe o navio em cima do mar;- depois, abri o mar com as mãos,para o meu sonho naufragar Minhas mãos ainda estão molhadasdo azul das ondas entreabertas,e a cor que escorre de meus dedoscolore as... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑