Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

clarice

FRASES DE CLARICE LISPECTOR (2)

As pessoas que falam da minha inteligência estão na verdade confundindo «inteligência» com o que chamarei agora de «sensibilidade inteligente». Esta, sim, várias vezes tive ou tenho. E, apesar de admirar a inteligência pura, acho mais importante, para viver e... Continue lendo →

FRASES DE CLARICE LISPECTOR

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se... Continue lendo →

QUERO ESCREVER O BORRÃO VERMELHO DE SANGUE – CLARICE LISPECTOR

Quero escrever o borrão vermelho de sanguecom as gotas e coágulos pingandode dentro para dentro.Quero escrever amarelo-ourocom raios de translucidez.Que não me entendampouco-se-me-dá.Nada tenho a perder.Jogo tudo na violênciaque sempre me povoou,o grito áspero e agudo e prolongado,o grito que... Continue lendo →

ALMA LUZ – CLARICE LISPECTOR

MINHA ALMA TEM O PESO DA LUZTEM O PESO DA MÚSICATEM O PESO DA PALAVRA NUNCA DITA,PRESTES QUEM SABE A SER DITATEM O PESO DE UMA LEMBRANÇATEM O PESO DE UMA SAUDADETEM O PESO DE UM OLHARPESA COMO PESA UMA... Continue lendo →

A PERFEIÇÃO – CLARICE LISPECTOR

O que me tranqüilizaé que tudo o que existe,existe com uma precisão absoluta.O que for do tamanho de uma cabeça de alfinetenão transborda nem uma fração de milímetroalém do tamanho de uma cabeça de alfinete.Tudo o que existe é de... Continue lendo →

20 FRASES DE CLARICE LISPECTOR

1. O que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesmo. 2. Até onde posso, vou deixando o melhor de mim… Se alguém não viu, foi porque não me sentiu com o coração. 3. Não suporto meios termos. Por isso,... Continue lendo →

NOSSA TRUCULÊNCIA – LISPECTOR

Quando penso na alegria vorazcom que comemos galinha ao molho pardo,dou-me conta de nossa truculência.Eu, que seria incapaz de matar uma galinha,tanto gosto delas vivasmexendo o pescoço feioe procurando minhocas.Deveríamos não comê-las e ao seu sangue?Nunca.Nós somos canibais,é preciso não... Continue lendo →

MÃO – LISPECTOR

Agora preciso de tua mão,não para que eu não tenha medo,mas para que tu não tenhas medo.Sei que acreditar em tudo isso será,no começo, a tua grande solidão.Mas chegará o instante em que me darás a mão,não mais por solidão,... Continue lendo →

A LUCIDEZ PERIGOSA – LISPECTOR

Estou sentindo uma clareza tão grandeque me anula como pessoa atual e comum:é uma lucidez vazia, como explicar?assim como um cálculo matemático perfeitodo qual, no entanto, não se precise. Estou por assim dizervendo claramente o vazio.E nem entendo aquilo que... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑