Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

florbela espanca

A DOIDA

A Noite passa, noivando.Caem ondas de luar.Lá passa a doida cantandoNum suspiro doce e brandoQue mais parece chorar! Dizem que foi pela morteD"alguém, que muito lhe quis,Que endoideceu. Triste sorte!Que dor tão triste e tão forte!Como um doido é infeliz!... Continue lendo →

A ESTA HORA

A esta hora branda d'amargura,A esta hora triste em que o luarAnda chorando, Ó minha desventuraOnde estás tu? Onde anda o teu olhar? A noite é calma e triste... a murmurarAnda o vento, de leve, na doçuraIdeal do aveludado arOnde... Continue lendo →

SER POETA

Ser poeta é ser mais alto, é ser maiorDo que os homens! Morder como quem beija!É ser mendigo e dar como quem sejaRei do Reino de Aquém e de Além Dor! É ter de mil desejos o esplendorE não saber... Continue lendo →

NÃO SER

Ah! arrancar às carnes laceradasSeu mísero segredo de consciência!Ah! poder ser apenas florescênciaDe astros em puras noites deslumbradas! Ser nostálgico choupo ao entardecer,De ramos graves, plácidos, absortosNa mágica tarefa de viver! Quem nos deu asas para andar de rastos?Quem nos... Continue lendo →

LANGUIDEZ

Fecho as pálpebras roxas, quase pretas,Que poisam sobre duas violetas,Asas leves cansadas de voar... E a minha boca tem uns beijos mudos...E as minhas mãos, uns pálidos veludos,Traçam gestos de sonho pelo ar... ... Florbela Espanca (1894-1930) Até mais! Equipe... Continue lendo →

FANATISMO

Minh’alma, de sonhar-te, anda perdidaMeus olhos andam cegos de te ver !Não és sequer a razão do meu viver,Pois que tu és já toda a minha vida ! Não vejo nada assim enlouquecida ...Passo no mundo, meu Amor, a lerNo... Continue lendo →

SUAVIDADE – FLORBELA ESPANCA

Pousa a tua cabeça doloridaTão cheia de quimeras, de ideal,Sobre o regaço brando e maternalDa tua doce Irmã compadecida. Hás-de contar-me nessa voz tão quridaA tua dor que julgas sem igual,E eu, pra te consolar, direi o malQue à minha... Continue lendo →

A VIDA – FLORBELA ESPANCA

É vão o amor, o ódio, ou o desdém;Inútil o desejo e o sentimento...Lançar um grande amor aos pés de alguémO mesmo é que lançar flores ao vento! Todos somos no mundo "Pedro Sem",Uma alegria é feita dum tormento,Um riso... Continue lendo →

SEM REMÉDIO – FLORBELA ESPANCA

Aqueles que me têm muito amorNão sabem o que sinto e o que sou...Não sabem que passou, um dia, a DorÀ minha porta e, nesse dia, entrou. E é desde então que eu sinto este pavor,Este frio que anda em... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑