Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

lispector

DEPOIS QUE VIVO… CLARICE LISPECTOR

Depois que vivo é que sei que vivi. Na hora o viver me escapa. Sou uma lembrança de mim mesma. Só depois de «morrer» é que vejo que vivi. Eu me escapo de mim mesma. Às vezes eu me apresso... Continue lendo →

SEM ESPERANÇA, DE CLARICE LISPECTOR

Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro... ...... Continue lendo →

ENTENDER – CLARICE LISPECTOR

Não entendo. Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras. Sinto que sou muito mais completa quando não entendo. Não entender, do modo como falo, é um dom. Não... Continue lendo →

À PROCURA DE UM LIVRO – LISPECTOR

Estou à procura de um livro para ler. É um livro todo especial. Eu o imagino como a um rosto sem traços. Não lhe sei o nome nem o autor. Quem sabe, às vezes penso que estou à procura de... Continue lendo →

A HARMONIA SECRETA DA DESARMONIA – LISPECTOR

A harmonia secreta da desarmonia: quero não o que está feito mas o que tortuosamente ainda se faz. Minhas desequilibradas palavras são o luxo de meu silêncio. Escrevo por acrobáticas aéreas piruetas - escrevo por profundamente querer falar. Embora escrever... Continue lendo →

CITAÇÕES – CLARICE LISPECTOR

Eu só escrevo quando eu quero, eu sou uma amadora e faço questão de continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro. Agora, eu faço questão de... Continue lendo →

CITAÇÃO – CLARICE LISPECTOR

(...) Me lembro bem da carta que eu lhe escrevi, sobre deixar os outros em paz. Realmente o tom geral devia estar pessimista. O pessimismo passou, mas o bom propósito não: '''farei o possível para não amar demais as pessoas,... Continue lendo →

ESTRELA PERIGOSA – CLARICE LISPECTOR

Estrela perigosaRosto ao ventoMarulho e silêncioleve porcelanatemplo submersotrigo e vinhotristeza de coisa vividaárvores já floresceramo sal trazido pelo ventoconhecimento por encantaçãoesqueleto de idéiasora pro nobisDecompor a luzmistério de estrelaspaixão pela exatidãocaça aos vagalumes.Vagalume é como orvalhoDiálogos que disfarçam conflitos por... Continue lendo →

TENTAÇÃO – CLARICE LISPECTOR

Ela estava com soluço. E como se não bastasse a claridade das duas horas, ela era ruiva. Na rua vazia as pedras vibravam de calor - a cabeça da menina flamejava. Sentada nos degraus de sua casa, ela suportava. Ninguém... Continue lendo →

MEU DEUS, ME DÊ CORAGEM – LISPECTOR

Meu Deus, me dê a coragemde viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites,todos vazios de Tua presença.Me dê a coragem de considerar esse vaziocomo uma plenitude.Faça com que eu seja a Tua amante humilde,entrelaçada a Ti em êxtase.Faça... Continue lendo →

CLARICE, UMA MULHER, UMA PESSOA, UMA ATENÇÃO

Clarice Lispector nasceu na Ucrânia a 10 de dezembro de 1920 e morreu no Brasil a 9 de dezembro de 1977. Foi jornalista e escritora exímia, deixando um vasto baú de escolhas, para todos os gostos: romances, crónicas, ensaios, contos,... Continue lendo →

A TERCEIRA FASE DO MODERNISMO – A FASE QUE ROMPEU COM A REVOLUÇÃO E O RETORNO À TRADIÇÃO

A terceira fase do modernismo rompeu com a estética e a visão de mundo da 1ª e 2ª fase modernistas. A tradição clássica volta à tona nas obras de muitos dos principais artistas brasileiros, criando um novo estilo nacional. Foi a... Continue lendo →

HÁ IMPOSSIBILIDADE DE SER ALÉM

...há impossibilidade de ser além do que se é - :no entanto eu me ultrapasso mesmo sem o delírio, :sou mais do que eu, quase normalmente - :tenho um corpo e tudo que eu fizer é continuação :de meu começo......... Continue lendo →

A INCOMUNICABILIDADE DE SI PARA

A incomunicabilidade de si para si mesmo é o grande vórtice do nada. Se eu não acho um modo de falar a mim mesmo a palavra me sufoca a garganta atravessando-a como uma pedra não deglutida. Eu quero ter acesso... Continue lendo →

A HARMONIA SECRETA DA DESARMONIA

Quero não o que está feito mas o que tortuosamente ainda se faz. Minhas desequilibradas palavras são o luxo de meu silêncio. Escrevo por acrobáticas aéreas piruetas - escrevo por profundamente querer falar. Embora escrever só esteja me dando a... Continue lendo →

FRASES DE CLARICE LISPECTOR (2)

As pessoas que falam da minha inteligência estão na verdade confundindo «inteligência» com o que chamarei agora de «sensibilidade inteligente». Esta, sim, várias vezes tive ou tenho. E, apesar de admirar a inteligência pura, acho mais importante, para viver e... Continue lendo →

FRASES DE CLARICE LISPECTOR

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se... Continue lendo →

QUERO ESCREVER O BORRÃO VERMELHO DE SANGUE – CLARICE LISPECTOR

Quero escrever o borrão vermelho de sanguecom as gotas e coágulos pingandode dentro para dentro.Quero escrever amarelo-ourocom raios de translucidez.Que não me entendampouco-se-me-dá.Nada tenho a perder.Jogo tudo na violênciaque sempre me povoou,o grito áspero e agudo e prolongado,o grito que... Continue lendo →

ALMA LUZ – CLARICE LISPECTOR

MINHA ALMA TEM O PESO DA LUZTEM O PESO DA MÚSICATEM O PESO DA PALAVRA NUNCA DITA,PRESTES QUEM SABE A SER DITATEM O PESO DE UMA LEMBRANÇATEM O PESO DE UMA SAUDADETEM O PESO DE UM OLHARPESA COMO PESA UMA... Continue lendo →

A PERFEIÇÃO – CLARICE LISPECTOR

O que me tranqüilizaé que tudo o que existe,existe com uma precisão absoluta.O que for do tamanho de uma cabeça de alfinetenão transborda nem uma fração de milímetroalém do tamanho de uma cabeça de alfinete.Tudo o que existe é de... Continue lendo →

20 FRASES DE CLARICE LISPECTOR

1. O que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesmo. 2. Até onde posso, vou deixando o melhor de mim… Se alguém não viu, foi porque não me sentiu com o coração. 3. Não suporto meios termos. Por isso,... Continue lendo →

NOSSA TRUCULÊNCIA – LISPECTOR

Quando penso na alegria vorazcom que comemos galinha ao molho pardo,dou-me conta de nossa truculência.Eu, que seria incapaz de matar uma galinha,tanto gosto delas vivasmexendo o pescoço feioe procurando minhocas.Deveríamos não comê-las e ao seu sangue?Nunca.Nós somos canibais,é preciso não... Continue lendo →

MÃO – LISPECTOR

Agora preciso de tua mão,não para que eu não tenha medo,mas para que tu não tenhas medo.Sei que acreditar em tudo isso será,no começo, a tua grande solidão.Mas chegará o instante em que me darás a mão,não mais por solidão,... Continue lendo →

A LUCIDEZ PERIGOSA – LISPECTOR

Estou sentindo uma clareza tão grandeque me anula como pessoa atual e comum:é uma lucidez vazia, como explicar?assim como um cálculo matemático perfeitodo qual, no entanto, não se precise. Estou por assim dizervendo claramente o vazio.E nem entendo aquilo que... Continue lendo →

EU – LISPECTOR

Sou composta por urgências:minhas alegrias são intensas;minhas tristezas, absolutas.Entupo-me de ausências,Esvazio-me de excessos.Eu não caibo no estreito,eu só vivo nos extremos Pouco não me serve,médio não me satisfaz,metades nunca foram meu forte! Todos os grandes e pequenos momentos,feitos com amor... Continue lendo →

SOU – LISPECTOR

… assombrada pelos meus fantasmas,pelo que é mítico e fantástico– a vida é sobrenatural.E eu caminho em corda bamba até o limite de meu sonho.As vísceras torturadas pela voluptuosidadeGuiam-me, fúria dos impulsos. Antes de me organizartenho que me desorganizar internamente.Para... Continue lendo →

NÃO TE AMO MAIS – LISPECTOR

Não te amo mais.Estarei mentindo dizendo queAinda te quero como sempre quis.Tenho certeza queNada foi em vão.Sinto dentro de mim queVocê não significa nada.Não poderia dizer jamais queAlimento um grande amor.Sinto cada vez mais queJá te esqueci! E jamais usarei... Continue lendo →

DÁ-ME A TUA MÃO – LISPECTOR

Dá-me a tua mão:Vou agora te contarcomo entrei no inexpressivoque sempre foi a minha busca cega e secreta.De como entreinaquilo que existe entre o número um e o número dois,de como vi a linha de mistério e fogo,e que é... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑