Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

literatura

SENHOR, MEU PASSO ESTÁ NO LIMIAR

Senhor, meu passo está no LimiarDa Tua Porta. Faz-me humilde ante o que vou legar...Meu mero ser que importa? Sombra de Ti aos meus pés tens, desenhoDe Ti em mim, Faz que eu seja o claro e humilde engenhoQue revela... Continue lendo →

AH O CREPÚSCULO, O CAIR DA NOITE, O ACENDER DAS LUZES NAS GRANDES CIDADES

Ah o crepúsculo, o cair da noite, o acender das luzes nas grandes cidades E a mão de mistério que abafa o bulício,E o cansaço de tudo em nós que nos corrompePara uma sensação exacta e precisa e activa da... Continue lendo →

TUDO O QUE FAÇO OU MEDITO

Tudo que faço ou meditoFica sempre na metade.Querendo, quero o infinito.Fazendo, nada é verdade. Que nojo de mim me ficaAo olhar para o que faço!Minha alma é lúcida e rica,E eu sou um mar de sargaço – Um mar onde... Continue lendo →

AUTO DOS BACANTES

Qual é, senhor, a melhor sorte?Mais vale a vida ou mais querer?Há, além do portal da morte,Melhor viver?Será melhor viver amandoE buscar o amor entre a vida,Ou, inda que chorando,Buscar o amorOnde tudo é a sombra e o vago,E o... Continue lendo →

TODAS AS CARTAS DE AMOR SÃO

Todas as cartas de amor sãoRidículas.Não seriam cartas de amor se não fossemRidículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor,Como as outras,Ridículas. As cartas de amor, se há amor,Têm de serRidículas. Mas, afinal,Só as criaturas que nunca escreveramCartas de... Continue lendo →

PREFIRO ROSAS, MEU AMOR, À PÁTRIA

Prefiro rosas, meu amor, à pátria,E antes magnólias amoQue a glória e a virtude. Logo que a vida me não canse, deixoQue a vida por mim passeLogo que eu fique o mesmo. Que importa àquele a quem já nada importaQue... Continue lendo →

FOI UM MOMENTO

Foi um momentoO em que pousasteSobre o meu braço,Num movimentoMais de cansaçoQue pensamento,A tua mãoE a retiraste.Senti ou não? Não sei. Mas lembroE sinto aindaQualquer memóriaFixa e corpóreaOnde pousasteA mão que teveQualquer sentidoIncompreendido,Mas tão de leve!... Tudo isto é nada,Mas... Continue lendo →

ELA CANTA, POBRE CEIFEIRA

Ah, poder ser tu, sendo eu!Ter a tua alegre inconsciência,E a consciência disso! Ó céu!Ó campo! Ó canção! A ciência Pesa tanto e a vida é tão breve!Entrai por mim dentro! TornaiMinha alma a vossa sombra leve!Depois, levando-me, passai! ...... Continue lendo →

ACORDO DE NOITE, MUITO DE NOITE, NO SILÊNCIO TODO

Acordo de noite subitamente.E o meu relógio ocupa a noite toda.Não sinto a Natureza lá fora,O meu quarto é uma coisa escura com paredes vagamente brancas.Lá fora há um sossego como se nada existisse.Só o relógio prossegue o seu ruído.E... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑