Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

literatura

A SEGUNDA MULHER DE DOSTOIEVSKI

Por vezes, tenho a sensação de estarmos a assistir constantemente à repetição da história. Não fomos os primeiros a chegar e não seremos os últimos a partir, mas aos olhos do hoje estaremos sempre perante o maior temporal de todos... Continue lendo →

UMBERTO ECO, O AUTOR DOS SÍMBOLOS E DOS SIGNOS

Umberto Eco foi um daqueles homens que se pode designar como um polímata, isto é, como alguém é proficiente em mais do que uma área do saber. Se Leonardo da Vinci é o caso paradigmático dessa realidade no que toca à produção... Continue lendo →

A INOCÊNCIA LÍRICA DE MÁRIO QUINTANA

Mario Quintana ficou conhecido por ser o poeta das coisas simples. Dentro dessa simplicidade, esteve sempre a elementaridade. Por vias irónicas e profundas, nunca deixou de se entretecer através de uma técnica primorosa e venturosa, alcançando feitos de vulto para a... Continue lendo →

A SUBLIME E INQUIETA LÍRICA DE FLORBELA ESPANCA

A 8 de Dezembro de 1894 nascia, no distrito de Évora, Florbela Espanca, um dos nomes mais célebres da Poesia em Portugal. Trinta e seis anos mais tarde, precisamente a 8 de Dezembro de 1930, a poetisa cometia suicídio. Embora... Continue lendo →

ELEGIA 1938 – DRUMMOND

Trabalhas sem alegria para um mundo caduco,onde as formas e as nações não encerram nenhum exemplo.Praticas laboriosamente os gestos universais,sentes calor e frio, falta de dinheiro, fome e desejo sexual. Heróis enchem os parques da cidade em que te arrastas,e... Continue lendo →

FIÓDOR DOSTOIÉVSKI, O PAI DO EXISTENCIALISMO LITERÁRIO

Fiódor Dostoiévski foi um dos escritores mais emblemáticos de todos os tempos, tanto pelo impacto que teve nas correntes romancista e existencialista como na influência que viria a granjear nas gerações vindouras, integrando-se aqui nomes como Sigmund Freud ou Friedrich Nietzsche.... Continue lendo →

OS FLUXOS DE CONSCIÊNCIA DE VIRGÍNIA WOOLF

Virginia Woolf foi um dos rostos do modernismo que pontificou na abertura do século XX. De ideais vincados e com uma postura crítica bem ativa, a britânica deixou por escrito tudo pelo qual lutou e naquilo em que acreditou, tanto de... Continue lendo →

NÃO É EM MIM O MENOR HORROR

Não é em mim o menor horrorA consciência da minha inconsciênciaDo automatismo sobrenaturalQue eu sou, círculo, de (...) sensaçõesRodando sempre, sempre equidistanteDo centro inatingível do meu ser. ... Fernando Pessoa (1888-1935) Até mais! Equipe Tête-à-Tête

AS REFERÊNCIAS DA VIDA E DA OBRA DE BOCAGE

Manuel Maria de Barbosa Du Bocage, setubalense de gema, é um dos grandes nomes da poesia portuguesa. Inspirado pela cultura antiga e com muitos traços da obra de Luís de Camões, o poeta teve uma vida atribulada que pode ser... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑