Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

mário quintana

DA INQUIETA ESPERANÇA

Bem sabes Tu, Senhor, que o bem melhor é aquele Que não passa, talvez, de um desejo ilusório. Nunca me dê o Céu... quero é sonhar com ele Na inquietação feliz do Purgatório. ... Mário Quintana (1906-1994) Até mais! Equipe... Continue lendo →

SE EU FOSSE UM PADRE

Se eu fosse um padre, eu, nos meus sermões,não falaria em Deus nem no Pecadomuito menos no Anjo Rebeladoe os encantos das suas seduções, não citaria santos e profetas:nada das suas celestiais promessasou das suas terríveis maldições...Se eu fosse um... Continue lendo →

ESPELHO

Por acaso, surpreendo-me no espelho:Quem é esse que me olha e é tão mais velho que eu? (...)Parece meu velho pai - que já morreu! (...)Nosso olhar duro interroga:"O que fizeste de mim?" Eu pai? Tu é que me invadiste.Lentamente,... Continue lendo →

AS MÃOS DE MEU PAI – MÁRIO QUINTANA

As tuas mãos tem grossas veiascomo cordas azuissobre um fundo de manchasjá da cor da terra— como são belas as tuas mãospelo quanto lidaram, acariciaramou fremiram da nobre cólera dos justos…Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,essa beleza que... Continue lendo →

DOS NOSSO MALES

A nós bastem nossos próprios ais, Que a ninguém sua cruz é pequenina. Por pior que seja a situação da China, Os nossos calos doem muito mais... ... Mário Quintana (1906-1994) Até mais! Equipe Tête-à-Tête

A VERDADEIRA ARTE DE VIAJAR

A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali...Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração... Continue lendo →

QUEM SABE UM DIA

Quemsabe um diaQuem sabe um seremosQuem sabe um viveremosQuem sabe um morreremos! Quem é queQuem é machoQuem é fêmeaQuem é humano, apenas! Sabe amarSabe de mim e de siSabe de nósSabe ser um! Um diaUm mêsUm anoUm(a) vida! Sentir primeiro,... Continue lendo →

DAS UTOPIAS

Se as coisas são inatingíveis... ora!não é motivo para não querê-las.Que tristes os caminhos, se não foraa mágica presença das estrelas! ... Mário Quintana (1906-1994) Até mais! Equipe Tête-à-Tête

A RUA DOS CATAVENTOS – MÁRIO QUINTANA

Da vez primeira em que me assassinaram,Perdi um jeito de sorrir que eu tinha.Depois, a cada vez que me mataram,Foram levando qualquer coisa minha. Hoje, dos meu cadáveres eu souO mais desnudo, o que não tem mais nada.Arde um toco... Continue lendo →

O MAPA – MÁRIO QUINTANA

Olho o mapa da cidadeComo quem examinasseA anatomia de um corpo... (E nem que fosse o meu corpo!) Sinto uma dor infinitaDas ruas de Porto AlegreOnde jamais passarei... Ha tanta esquina esquisita,Tanta nuança de paredes,Ha tanta moca bonitaNas ruas que... Continue lendo →

PAIXÃO INEVITÁVEL

Que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa... Continue lendo →

CANÇÃO DO DIA DE SEMPRE – MÁRIO QUINTANA

Tão bom viver dia a dia...A vida assim, jamais cansa...Viver tão só de momentosComo estas nuvens no céu...E só ganhar, toda a vida,Inexperiência... esperança...E a rosa louca dos ventosPresa à copa do chapéu.Nunca dês um nome a um rio:Sempre é... Continue lendo →

AS MÃOS DE MEU PAI – MÁRIO QUINTANA

As tuas mãos tem grossas veiascomo cordas azuissobre um fundo de manchasjá da cor da terra— como são belas as tuas mãospelo quanto lidaram, acariciaramou fremiram da nobre cólera dos justos…Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,essa beleza que... Continue lendo →

OS POEMAS – MÁRIO QUINTANA

Os poemas são pássaros que chegamnão se sabe de onde e pousamno livro que lês.Quando fechas o livro, eles alçam vôocomo de um alçapão.Eles não têm pousonem porto;alimentam-se um instante em cadapar de mãos e partem.E olhas, então, essas tuas... Continue lendo →

CANÇÃO DO DIA DE SEMPRE – MÁRIO QUINTANA

Tão bom viver dia a dia...A vida assim, jamais cansa... Viver tão só de momentosComo estas nuvens no céu... E só ganhar, toda a vida,Inexperiência... esperança... E a rosa louca dos ventosPresa à copa do chapéu. Nunca dês um nome... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑