Busca

TÊTE-À-TÊTE

Ampliando conhecimentos

Tag

pablo neruda

A NOITE NA ILHA

Dormi contigo a noite inteira junto do mar, na ilha.Selvagem e doce eras entre o prazer e o sono,entre o fogo e a água.Talvez bem tarde nossossonos se uniram na altura ou no fundo,em cima como ramos que um mesmo... Continue lendo →

O MONTE E O RIO

Na minha pátria tem um monte.Na minha pátria tem um rio.Vem comigo.A noite sobe ao monte.A fome desce ao rio.Vem comigo.E quem são os que sofrem?Não sei, porém são meus.Vem comigo.Não sei, porém me chamame nem dizem: “Sofremos”Vem comigoE me... Continue lendo →

NOITE NA ILHA

Dormi contigo a noite inteira junto do mar, na ilha.Selvagem e doce eras entre o prazer e o sono,entre o fogo e a água.Talvez bem tarde nossossonos se uniram na altura ou no fundo,em cima como ramos que um mesmo... Continue lendo →

TE AMO

Te amo de uma maneira inexplicável,de uma forma inconfessável,de um modo contraditório.Te amo, com meus estados de ânimo que são muitose mudar de humor continuadamentepelo que você já sabeo tempo,a vida,a morte.Te amo, com o mundo que não entendocom as... Continue lendo →

INTEGRAÇÕES

Depois de tudo te amareicomo se fosse sempre antescomo se de tanto esperarsem que te visse nem chegassesestivesses eternamenterespirando perto de mim.Perto de mim com teus hábitos,teu colorido e tua guitarracomo estão juntos os paísesnas lições escolarese duas comarcas se... Continue lendo →

TENHO FOME DE TUA BOCA

Tenho fome de tua boca, de tua voz, de teu pêloe por estas ruas me vou sem alimento, calado,não me nutri o pão, a aurora me altera,busco o som líquido de teus pés neste dia.Estou faminto de teu riso resvalado,de... Continue lendo →

SONETO LXVI

Não te quero senão porque te queroe de querer-te a não querer-te chegoe de esperar-te quando não te esperopassa meu coração do frio ao fogo.Quero-te apenas porque a ti eu quero,a ti odeio sem fim e, odiando-te, te suplico,e a... Continue lendo →

CEM SONETOS DE AMOR, EXTRATO I

Matilde, nome de planta ou pedra ou vinho,do que nasce da terra e dura,palavra em cujo crescimento amanhece,em cujo estio rebenta a luz dos limões.Nesse nome correm navios de madeirarodeados por enxames de fogo azul-marinho,e essas letras são a água... Continue lendo →

BIOGRAFIAS: PABLO NERUDA

Biografia resumida e características do estilo literário  Filho de um operário ferroviário e de uma professora primária, nasceu em 12 de julho de 1904, na cidade de Parral (Chile). Seu nome verdadeiro era Neftalí Ricardo Reyes Basoalto. Perdeu a mãe... Continue lendo →

ODE À POESIA – NERUDA

Perto de cinqüenta anoscaminhandocontigo, Poesia.A princípiome emaranhavas os pése eu caía de bruçossobre a terra escuraou enterrava os olhosna poçapara ver as estrelas.Mais tarde te apertastea mim com os dois braços da amantee subistepelo meu sanguecomo uma trepadeira.E logote transformaste... Continue lendo →

NÃO TE QUERO SENÃO PORQUE TE QUERO – NERUDA

Não te quero senão porque te queroe de querer-te a não querer-te chegoe de esperar-te quando não te esperopassa meu coração do frio ao fogo. Quero-te apenas porque a ti eu quero,a ti odeio sem fim e, odiando-te, te suplico,e... Continue lendo →

É ASSIM QUE TE QUERO, AMOR – PABLO NERUDA

É assim que te quero, amor,assim, amor, é que eu gosto de ti,tal como te vestese como arranjasos cabelos e comoa tua boca sorri,ágil como a águada fonte sobre as pedras puras,é assim que te quero, amada,Ao pão não peço... Continue lendo →

POSSO ESCREVER OS VERSOS MAIS TRISTES – NERUDA

Posso escrever os versos mais tristes esta noite.Escrever, por exemplo: "A noite está estrelada,e tiritam, azuis, os astros lá ao longe".O vento da noite gira no céu e canta. Posso escrever os versos mais tristes esta noite.Eu amei-a e por... Continue lendo →

TU ERAS TAMBÉM UMA PEQUENA FOLHA – NERUDA

Tu eras também uma pequena folhaque tremia no meu peito.O vento da vida pôs-te ali.A princípio não te vi: não soubeque ias comigo,até que as tuas raízesatravessaram o meu peito,se uniram aos fios do meu sangue,falaram pela minha boca,floresceram comigo.... Continue lendo →

TE AMO – PABLO NERUDA

Te amo de uma maneira inexplicável,de uma forma inconfessável,de um modo contraditório.Te amo, com meus estados de ânimo que são muitose mudar de humor continuadamentepelo que você já sabeo tempo,a vida,a morte.Te amo, com o mundo que não entendocom as... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑