É normal ter alguma dificuldade com as técnicas de desenho quando se está começando. É comum, também, não ficar satisfeito com as primeiras tentativas e até mesmo se frustrar com elas.

Mas, calma! Nada que uma boa dose de dedicação e prática não resolva.

Vamos te mostrar 7 dicas para iniciar seus estudos e liberar essa criatividade que a gente sabe que você tem!

Preparado? Então é só continuar acompanhando o artigo:


7 dicas para quem está começando a desenhar

1. Faça exercícios básicos

Começar a desenhar é como aprender a andar de bicicleta. No início, você fica inseguro,  tem menos equilíbrio, às vezes pensa que não leva jeito e até considera desistir. Mas, com um pouquinho de prática e insistência, você começa a entender os movimentos, até que vira algo natural e o medo fica para trás. 

No desenho, essa evolução acontece com os exercícios básicos. Com um lápis e um papel você já pode iniciar.

O exercício mais comum para quem está começando é treinar com linhas e formas geométricas. Por exemplo, desenhar várias retas, uma embaixo da outra, e fazer o mesmo depois com círculos, espirais, etc.

Nesse momento, o uso da borracha é opcional. Você pode apagar os traços que não agradaram tanto e tentar aperfeiçoá-los imediatamente; ou não apagar, para comparar com os traços feitos depois de muito treino e perceber a evolução. .

Com o tempo, esse tipo de exercício vai te ajudar a:

  • Entender o melhor jeito de segurar o lápis ou a caneta;
  • Controlar a força e a precisão dos traços;
  • Deixar a mão mais leve para desenhar;
  • Melhorar a coordenação motora.

2. Comece com desenhos simples

Comparar seus desenhos com os de pessoas com anos de experiência não é a melhor atitude para quem está iniciando os estudos em arte.

A gente entende que bate aquela ansiedade de aprender a fazer igual aos artistas que admiramos, mas isso é pular etapas e, principalmente, ser injusto com você mesmo. Comece pelo básico e aproveite o processo! 

A nossa sugestão é fazer desenhos simples, apenas para treinar os movimentos da mão.

Técnicas de desenho - Artools

3. Treine a observação

O legal de começar a desenhar é que você passa a enxergar linhas e formas em tudo. E isso é ótimo para aprender!

Seja na rua, nas fotos ou nos desenhos, uma boa ideia é observar os contornos, as formas, as sombras, a perspectiva, as proporções dos objetos.

Reparar nesses detalhes ajuda bastante na hora de passá-los para o papel e, assim, melhorar as suas técnicas de desenho.


4. Use referências

Se você está dando os primeiros passos, uma ótima dica é se inspirar em desenhos de outras pessoas.

Utilizar referências faz parte do aprendizado. É desse jeito que você percebe as técnicas de desenho usadas, imagina o processo criativo dos desenhistas, observa os estilos e, a partir daí, cria o seu próprio..

O Pinterest é um ótimo lugar para buscar referências. Por exemplo, se você quiser desenhar um leão, é só digitar na busca: “leão desenho”. Várias artes de outros artistas vão aparecer e você pode salvar as que mais gostar numa pasta da própria rede social, deixando tudo organizado.


5. Use o YouTube como ferramenta

YouTube é uma mão na roda para quem está começando a desenhar e se sente um pouco perdido. 

Lá você vai encontrar dicastutoriais e vários artistas compartilhando os desenhos e o seu processo criativo. Há vários desenhos simples para treinar a precisão dos traços.

Ah, mas aquele conselho vale aqui também: não é bom ficar se comparando com quem já desenha há muito tempo. Combinado?!


6. Tenha consistência nos estudos

Sabe quando você fica muito tempo sem escrever à caneta e, do nada, precisa usá-la para fazer uma longa redação? Fica estranho, né? A letra fica diferente, a mão dói, as palavras ficam tortas…

Com o desenho também é assim. Se você ficar muito tempo sem praticar, sua mão desacostuma e os traços não ficam mais tão precisos como antes.

Tente fazer pelo menos um desenho por dia. Isso ajuda a melhorar suas técnicas e ainda serve como um momento de relaxamento na rotina. 

Material de desenho - Artools

7. Conheça o material necessário

Como falamos ali em cima, você pode começar com apenas um lápis e uma folha, como por exemplo, com um lápis que possui corpo hexagonal – o que já ajuda a melhorar o conforto na pegada – e entrega traços bem precisos. Há graduações diferentes para você se jogar nas diferentes texturas!

À medida que as suas técnicas de desenho forem evoluindo, recomendamos usar um sketchbook, uma boa borracha, canetas com alta pigmentação e quem sabe até se aventurar na aquarela.


Conclusão

E aí, anotou as dicas? Quer um resumo? Beleza, lá vai: começar pelo básico, ser um bom observador, pesquisar referências, estudar (a internet ajuda muito), praticar com frequência e conhecer os materiais.

Ah, e ressaltamos que são apenas dicas para facilitar o seu aprendizado. Mas, como na arte não existem regras, sinta-se livre para fazer do seu jeito, afinal, o artista aqui é você!

Gostou do post? deixe seu comentário e compartilhe com que você acha que gostaria de lê-lo.

Fonte:blog.useartools


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête