A pintura Judith decapitando Holofernes (1620), da artista italiana Artemisia Gentileschi (1593-1656) faz parte do movimento barroco e exibe uma cena bíblica presente no Antigo Testamento.

Judith decapitando Holofernes, obra de Artemisia Gentileschi

O tema já havia sido pintado anteriormente por outros artistas, tanto que Artemisia se inspirou em uma tela de Caravaggio para compor a sua versão.

Ela foi uma das primeiras mulheres a ter algum destaque como artista em sua época, entretanto, com o tempo foi esquecida e só voltou a ser valorizada de fato nos anos 70.

A obra em questão é importante pois retrata a cena de um ponto de vista feminino e está relacionada a uma passagem da vida da própria artista, em que ela foi violentada por seu mentor, Agostino Tassi. Assim, Artemisia transmite para a tela toda sua revolta e indignação com esse comportamento masculino.

Fonte:culturagenial


Até mais!

Equipe Tête-à-Tête