Bauhaus foi a escola de design, arquitetura e artes plásticas mais importante e conhecida do mundo.

Criada em 1919 pelo célebre arquiteto Walter Gropius, na Alemanha, a Escola Bauhaus revolucionou o design moderno criando o movimento Bauhaus. Ela foi perseguida pelo governo nazista e acabou sendo desativada em 1933.

A Bauhaus nasceu em um contexto histórico importante, logo após o final da primeira guerra mundial e durante um grande avanço industrial. Seu surgimento deu-se através de um manifesto artístico criado pelo próprio Walter.

O arquiteto juntou duas escolas já existentes: a das Belas Artes e a das Artes do Ofício, e criou a Bauhaus com o objetivo de ter uma escola democrática e com o princípio de construir peças totalmente funcionais.

Vale lembrar que Gropius foi muito influenciado pelo modernismo europeu e sua pretensão era que a Bauhaus fosse a principal escola do movimento modernista no mundo.

arquiteto_walter

Arquiteto Walter Bauhaus.

As 3 fases da escola Bauhaus

Mesmo com o tempo de vida curto, a Bauhaus passou por 3 fases diferentes ao longo dos seus 14 anos. A primeira foi em Weimar, onde aconteceu a união dos artesãos com os artistas plásticos.

bauhaus_weimar

Prédio da Escola Bauhaus em Weimar, na Alemanha.

Já a segunda fase aconteceu na cidade de Dessau, com o prédio mais famoso da escola, desenhado por Walter. Essa fase foi onde se fortaleceu a famosa máxima “A forma segue a função“, a base utilizada na criada pelo movimento Bauhaus.

bauhaus_dessau

A terceira fase e última fase foi em Berlim, em um prédio também idealizado por Walter Gropius. Essa fase da Bauhaus foi importante porque fortaleceu o pensamento industrial, influenciando diretamente nas produções artísticas.

Como funcionava a Escola Bauhaus?

A Bauhaus se diferenciava por ser uma escola que focava no processo multidisciplinar, ou seja, o objetivo era ter uma troca de experiências entre os diferentes tipos de especialistas que frequentavam o local.

Havia aulas de tecelagem, metalurgia, marcenaria, escultura, desenho e pintura. Nessa dinâmica, todos os alunos tinham contato com cada uma das especialidades do universo das artes.

Esse tipo de didática era utilizada na escola para cumprir o seu objetivo de criar e peças democráticas e funcionais.

Para isso, a ideia era que os alunos pudessem experienciar produções artísticas além de suas especialidades e criassem a capacidade de enxergar a arte além do que costumavam produzir.

As características da Escola Bauhaus

  • O seu objetivo era unir a arte, o artesanato e a tecnologia, principalmente por surgir em uma era industrial;
  • A peças eram muito bem elaboradas, pensadas não só na estética, mas principalmente na sua funcionalidade. A ideia era sempre fazer um bom design, produzindo em série, com preços acessíveis para a grande massa;
  • Focava na funcionalidade das obras sem perder o conforto para quem utilizaria, além de nunca deixar o lado artístico de lado, isso resultou em obras que são inspiradas pelo mundo inteiro;
  • Tinha um outro conceito importante, a Bauhaus focava em um conceito manual;
  • Eles queriam que todas os objetos fosse democrático;

Qual a importância da Bauhaus para os dias atuais?

A Bauhaus é conhecida por influenciar o mundo do design e arquitetura até os dias atuais. Um grande exemplo disso é a grande Ikea, uma empresa sueca que produz peças funcionais em grande série, focadas em servir aos clientes um design minimalista, totalmente funcionais.

Hoje, Bauhaus é conhecida por arquitetura e móveis modernos e como uma importante influência na pintura e escultura de meados do século XX.


Até logo!

Equipe Tête-à-Tête